28 de ago de 2012

Os 20 melhores discos de blues de todos os tempos

O blues é a base da maioria dos gêneros mais importantes da música popular do século XX. Do jazz ao rock, do funk ao hip-hop, a origem de tudo está no estilo que nasceu dos cantos dos escravos norte-americanos. Como dizia Willie Dixon, baixista e compositor de hinos imortais como “Little Red Rooster”, “Hoochie Coochie Man”, “Spoonful” e “I Ain’t Supertitious”, além de dezenas de outros clássicos: o blues é a raiz, todo o resto são os frutos.

O blog DK Presents listou, em 2007, os 20 discos essenciais do blues segundo os editores do site. Como toda lista, há controvérsias. E, no caso específico do blues, que teve o seu início nas primeiras décadas do século XX com gravações quase centenárias que definiram o estilo, a inclusão de diversos boxes e compilações é fundamental para entender como o gênero se desenvolveu.

Pra que serve uma lista como essa? Em primeiro lugar, para dar início a uma discussão sobre o assunto que ela aborda. No caso, vamos falar de blues e seu maiores e mais influentes nomes. Em segundo lugar, mais produtivo do que discussões sobre a inclusão ou não de um determinado título é a troca de ideias e percepções não só sobre estes vinte álbuns, mas também sobre os músicos que os gravaram e aqueles que, por ventura, ficaram de fora desta lista.

Portanto, com vocês, os 20 melhores discos de blues de todos os tempos:

  1. Robert Johnson - King of the Delta Blues Singers (1961)
  2. Howlin’ Wolf - The Chess Box (1991)
  3. Leadbelly - King of the 12-String Guitar (1991)
  4. Billie Holiday - Songs for Distingué Lovers (1958)
  5. Mississippi John Hurt - 1928 Sessions (1979)
  6. Bessie Smith - The Complete Recordings Vol 1 (1991)
  7. Reverend Gary Davis - Harlem Street Singer (1961)
  8. Big Bill Broonzy - Trouble in Mind (2000)
  9. Skip James - The Complete Early Recordings 1930 (1986)
  10. Albert King - Born Under a Bad Sign (1967)
  11. Mance Lipscomb - Texas Sharecropper & Songster (1960)
  12. John Lee Hooker - Alternative Boogie: Early Studio Recordings 1948-1952 (1995)
  13. Lonnie Johnson - The Complete Folkways Recordings (1993)
  14. Muddy Waters - At Newport 1960 (1960)
  15. Blind Willie McTell - The Definitive Blind Willie McTell (1994)
  16. Bo Diddley - Bo Diddley is a Gunslinger (1960)
  17. R.L. Burnside - Wish I Was in Heaven Sitting Down (2000)
  18. Magic Sam - West Side Soul (1968)
  19. Jimmy Reed - Blues Masters: The Very Best Of (2000)
  20. Lightnin’ Hopkins - The Complete Prestige / Bluesville Recordings (1991)

16 comentários:

Thiago Afonso disse...

Uma lista de Blues sem BB King?

Márcio Bustamante disse...

É, essa lista sem nada do BB King tá foda, hein!

Aprendiz disse...

Apesar de mais recentes, eu incluiria também algum do Eric Clapton e Stevie Ray Vaughan.

Boi disse...

ALBERT KING = B.B. KING

Rafael Côrtes disse...

Essa lista contém vários álbuns da década de 60 e depois percebe-se um pulo para coisas de 90 e 2000. Tudo bem, concordo que Robert Johnson, Muddy Waters e John Lee Hooker são grandes mestres do Blues e jamais poderiam ficar de fora da lista. Mas deixar B.B King, Buddy Guy e Stevie Ray Vaughan de fora, faltou coerência. Ficou um sentimento de lapso temporal muito grande. Não conheço o blog que formulou esta lista, mas sinceramente, nem vou querer conhecer.

amazoncartucho disse...

eu incluiria Lonnie Mack com o album Strike Like Lightning

Cristiane Costa disse...

Albert King não é = a BB King. Ele é um dos "Três Kings" do Blues (junto com B.B. King e Freddie King).

E, cá pra nós, o cara faz uma postagem tão bacana dessa, diz que a lista serve "para dar início a uma discussão... para conversar sobre os que estão na lista e sobre o que ficou de fora" e recebe um comentário sem noção: "Não conheço o blog que formulou esta lista, mas sinceramente, nem vou querer conhecer"... O que dizer disso??? É pelo prazer de ser desagradável, é?

Eu não consigo entender esse tipo de coisa, esse tipo de motivação...

Ah, e parabéns pelo Blog! ;)

Williadson disse...

A lista dos melhores Bluesman, com certeza, não se resume àpenas em 20 pessoas. Refiro-me, também, a Albert Collins, Eric Clapton, entre vários!

Diego Camargo disse...

Que lista!

Excelente mesmo e concordo com a Cristiane, o pessoal passa o olho no texto e não interpreta o negócio.

E o lançamento pode ser dos anos 90 e 2000, mas se pesquisar um pouco pode ver que são artistas muito mais antigos (como Jimmy Reed).

Blues é antes de tudo muita pesquisa e se você fazer o dever de casa vai ver que não é nada absurdo um fã de blues não colocar o Clapton e o Vaughan em uma lista dessas.

Olha, tá difícil tirar alguém dessa lista para colocar outro. O legal é acrescentar mesmo.

Minha contribuição: Coloca um T-Bone Walker (influência de grandes, inclusive do B.B. King) e que foi um dos responsáveis por começar a eletrificar a blues.

Do B.B. King sou fã do primeiro que é o Singin' the Blues, vale a pena conferir, muita gente acostumado com a voz dele mais atual vai se surpreender com a diferença da voz.

E um blues mais rural e bem rústico a dica é para algum disco do Son House, escutar Grinning in Your Face, com o cara segurando a música somente na voz e uma batida com as mãos é de arrepiar. Música para escutar com atenção.



Débora disse...

Uma lista de blues sem Nina Simone?

André Victor Espírito Santo disse...

Observo que a lista foi elaborada por verdadeiros conhecedores do gênero. Só blues genuíno, sem concessões a modernidades e fusões. Na minha quase total ignorância blueseira, caso fosse instado a indicar algum nome, não pestanejaria em eleger John Mayal para figurar na relação. Gosto muito desse respeitável senhor.

André Victor Espírito Santo disse...

Retificando: John Mayall, com dois eles.

André Victor Espírito Santo disse...

Retificando: John Mayall, com dois eles.

christian 3d disse...

John Mayall, Peter Green e Eric Clapton - A Inglaterra foi deixada de lado....

Rodrigo Mohr Picon disse...

Faltou o Freddie King com certeza.

Derfel Cardan disse...

Recomendo o documentario The Blues by Martin Scorsese

ONLINE

PAGEVIEWS

PESQUISE