Edson "Redson" Lopes Pozzi (1962 - 28/09/2011)


Comentários

  1. nao quero polemicas, quero apenas ser informado corretamente sobre os fatos, mas voces nao acham que essa morte do redson esta cheia de misterios demais?

    ResponderExcluir
  2. A única coisa que eu sei é que ele morreu de ataque cardíaco. Quais seriam os "mistérios demais"?

    ResponderExcluir
  3. ja que voce perguntou, eu vou falar: na cena punk sempre correu o boato de que o redson era homossexual...um cara com 49 anos e que sempre cultivou a saude e o bem-estar morrer assim? nao quero especular, mas...

    ResponderExcluir
  4. Não conheço a vida particular do Redson, mas, caso ele realmente fosse homossexual, não há problema algum nisso, certo?

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Vai o homem, fica a lenda. Fica a bela história do cara que ajudou a construir muito do que eu acredito. O cara que era exemplo prático do faça você mesmo. Que agia e inspirou mais de uma geração com suas letras simples e ao mesmo tempo profundas. Orgulho-me muito de ter conhecido sua música com 12 anos e mesmo aos 41 anos continuar a acreditar em um mundo que em parte foi mostrado por ele. Ele foi mais importante que qualquer Ramone ou Joe Strummer, já que falava para NÓS que éramos um bando de moleques revoltados da periferia. Éramos um bando de lascados sem esperança e não estávamos em London ou New York. Suas palavras ecoaram em muitos corações como o meu e me fizeram ver que atitudes positivas e caráter podem sim mudar o destino. Parabéns pelo legado meu caro. Que a sua ausência inspire os que se dizem punks, libertários ou revoltados a verem que o punk é muito mais que anarquia ou moda. Ser punk é ser livre e lutar pelo que acredita. Obrigado Redson Pozzi.

    ResponderExcluir
  7. ricardo, nao estou julgando coisa alguma, mas caso ele tenha morrido de aids, qual o problema em divulgar? para mim isto nao vai diminuir o colera em nada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.