[Carrossel][carousel][6]

23 de ago de 2017

Phil Rudd vai lançar um novo single solo

quarta-feira, agosto 23, 2017

Phil Rudd, ex-baterista do AC/DC, lançará no dia 29 de setembro um novo single solo, com a música “Sun Goes Down”. 

Rudd está com uma nova banda formada por Allan Badger (vocal), Geoffrey Martin (guitarra), Michael Furness (guitarra) e John Proctor (baixo). O quinteto está rodando a Europa promovendo o primeiro disco do baterista, Head Job, lançado em 2014.

Abaixo estão alguns vídeos com performances recentes da banda de Phil Rudd relendo clássicos do AC/DC e composições do seu álbum de estreia:

Review: Instinto Animal - Vertigem (2016)

quarta-feira, agosto 23, 2017

Formado em São Paulo em 2013, o Instinto Animal lançou o seu primeiro disco no final de 2016, trabalho esse que somente agora chegou às minhas mãos. E meu amigo, se você gosta de rock, eis aqui um CD com todos os ingredientes para agradar os seus ouvidos.

A proposta do trio formado por Leo Fernandes (vocal e guitarra), Urso (baixo) e Dani Martins (bateria) é entregar um rock construído a partir de riffs que remetem à sonoridade clássica do estilo, tendo como principais influências ícones como Black Sabbath, Led Zeppelin e todo o panteão do hardão setentista. Além disso, fica evidente que os caras também bebem muito na linha do hard contemporâneo saudosista, na escola de bandas como o Wolfmother, por exemplo.

Nesse aspecto, a formatação guitarra-baixo-bateria voa alto, criando uma sonoridade orgânica e pesada, onde a guitarra dita os caminhos sonoros enquanto baixo e bateria tecem interações constantes. Por cima de tudo, a voz aguda de Fernandes canta letras sobre temas do cotidiano, facilitando a assimilação do discurso proposto pela banda.

Com uma produção que não deve nada a nomes muito mais conhecidos, Vertigem traz onze faixas diretas ao ponto, que transbordam energia e fazem o coração bater mais forte. De modo geral, a sonoridade do trio agradará quem curte o trabalho dos ótimos Carro Bomba e Baranga, por exemplo, ainda que seja menos pesado que o primeiro e não apresente tantas influências de blues como o segundo.

Há também momentos mais intimistas, como a bonita “Novo Começo”, onde outra das qualidades da banda salta aos ouvidos: a maturidade para explorar as características que o formato power trio oferece. A canção é cheia de espaços onde um instrumento se sobressai aos outros, em saudáveis momentos que permitem que a música sempre respire. Outro ponto de destaque é o belo solo de Leo Fernandes, algo que se repara em todo o trabalho e que em “Novo Começo”, até pela abordagem mais calma e menos acelerada, acaba ficando mais evidente. Essa característica mais contemplativa, digamos assim, aparece também em músicas como “Fora de Lei” e “O Fim”, ambas com evidentes ecos psicodélicos. A segunda, inclusive, me trouxe à mente a recordação do soturno Presence, lançado pelo Led Zeppelin em 1976 e cheio de blues tortos como “For Your Life” e “Tea for One”. 

Em Vertigem temos a estreia da uma banda pra lá de promissora, que mostra talento para construir uma carreira que só tem a crescer nos próximos anos. Conheça e apoie o som dos caras, porque eles realmente merecem todo o reconhecimento possível.





Jane Train, manager do Adrenaline Mob, falece

quarta-feira, agosto 23, 2017

Jane Train, manager do Adrenaline Mob, faleceu nesta quarta-feira, 23 de agosto. Ela sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus em 62% do corpo no acidente sofrido pela banda norte-americana há cinco semanas, que também vitimou fatalmente o baixista David Z. A notícia foi confirmada pela mão de Jane, Lucille Joyner, em uma postagem no Facebook.

Jane tinha 48 anos e, além de manager do grupo, era também vocalista da banda M80.

Assista “The Sky is a Neighborhood”, novo clipe do Foo Fighters

quarta-feira, agosto 23, 2017

O Foo Fighters soltou hoje o segundo single de Concrete and Gold, seu novo disco, que será lançado dia 15 de setembro.

A música tem um apelo pop marcante equilibrado com a pegada rock característica da banda norte-americana, e tem cara de que se transformará em um dos grandes momentos dos shows futuros do grupo.

O vídeo conta com a participação das filhas de Dave Grohl.

Assista abaixo:

Vinyl mashup, o sensacional projeto do publicitário paulista Leonardo Brandão

quarta-feira, agosto 23, 2017

Fã inveterado de música, o publicitário paulista Leonardo Brandão Rodrigues desenvolveu um projeto pessoal chamado Vinyl Mashup, onde une capas de discos de diferentes artistas em um resultado final divertido e muito criativo.

Músico e designer gráfico nas horas vagas, Leonardo conseguiu traduzir a paixão comum a todos os apreciadores de música em um projeto muito interessante, e que temos o prazer de compartilhar aqui no site.

Confira abaixo o incrível trabalho de Leonardo Brandão em 35 artes exclusivas - e desde já, os nossos parabéns pela ideia!




































Charlee, a joia perdida do hard rock canadense

quarta-feira, agosto 23, 2017

O primeiro e único disco do power trio canadense Charlee é um dos itens mais desejados pelos apreciadores e colecionadores do chamado hardão setentista. Liderado pelo lendário guitarrista italiano Walter Rossi, o Charlee cometeu em seu único registro uma obra-prima do gênero.

Rossi, exímio instrumentista, teve passagens marcantes pela banda de Wilson Pickett e pelo Buddy Miles Express, onde em 1970 gravou a primeira versão do maior sucesso de Miles, "Them Changes", poucos meses antes de Buddy aceitar o convite de Jimi Hendrix e integrar a Band of Gypsys. Aliás, para muitos pesquisadores, a versão de Hendrix para "Them Changes", que está no álbum Band of Gypsys, contém um solo muito semelhante ao que Rossi havia gravado anteriormente, o que demonstra o quanto o músico italiano radicado no Canadá estava à frente do seu tempo.

As oito faixas do único LP do Charlee apresentam um hard rock pesadíssimo, com claras e gigantes influências de Hendrix no modo de Rossi tocar a sua guitarra. O disco abre com a instrumental "Wizzard", um hard blues cósmico - como bem definiu o amigo Bento Araújo, da poeira Zine - de cair o queixo. Na sequência temos a hendrixiana "Lord Knows I´ve Won", repleta de groove e com um mojo irresistível. O riff de abertura de "Just You and Me" é mais uma prova do talento de Rossi, enquanto "A Way to Die" é uma balada de uma beleza tocante, demonstrando em seus solos e melodias a enorme sensibilidade e intimidade de Walter Rossi com o seu instrumento.

"Let´s Keep Silent" é outra composição onde podemos sentir a influência de Jimi Hendrix no estilo de Rossi. Com um balanço contagiante, é uma espécie de hard funk repleto de malícia, com Walter debulhando no wah-wah. "Wheel of Fortune Turning" espanta pelo peso absurdo, enquanto "It Isn´t the First Time" aposta mais uma vez no balanço e tem um certo tempero latino.



O álbum foi lançado em 1972 no Canadá e apenas em 1976 nos Estados Unidos, sendo que a edição norte-americana é a mais conhecida e tem uma capa diferente da original, com uma ilustração de Rossi, do baixista Jack Geisinger e do batera Mike Driscoll que lembra o estilo do cartunista Robert Crumb. As duas são difíceis de serem encontradas em vinil, mas a edição canadense é a mais valorizada e rara, um verdadeiro objeto de desejo entre os colecionadores.

Segundo dados do Discogs, o disco ganhou uma primeira edição em CD em 1995 pela gravadora alemã Buy or Die Records. Já em 2014 a inglesa Aurora relançou o disco também em CD.

Resumindo: o Charlee foi um grupo sensacional, liderado por um músico incrível, mas que, infelizmente, ficou pelo caminho, não alcançando o reconhecimento e a importância que merecia. Um erro que podemos consertar com o tempo. E aí, topam esse desafio junto comigo? Então ouça o disco no player abaixo e compartilhe as suas impressões sobre o álbum nos comentários.



Como a banda não vingou, Walter Rossi saiu em carreira solo e lançou uma série de bons discos durante os anos 1970 e 1980. Mais recentemente, o guitar hero retomou a carreira e soltou alguns álbuns nos anos 2000. Para quem ficou curioso sobre esses discos, eles estão disponíveis no Spotify, aqui neste link.

Estado de saúde de manager do Adrenaline Mob piora

quarta-feira, agosto 23, 2017

Jane Train, manager do Adrenaline Mob que sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus no acidente sofrido a pouco mais de um mês pela banda norte-americana, apresentou uma considerável piora em seu estado de saúde neste último final de semana. 

A informação é do advogado Ed Ciarimboli, amigo de Jane e que acompanha de perto a situação. Segundo ele, a situação é “muito, muito crítica”, e Train está “muito ruim”. 

O acidente aconteceu há cinco semanas próximo à cidade de Minanopy, na Flórida. Na ocasião, o baixista David Z faleceu e os demais integrantes da banda também sofreram sérias lesões. Russell Allen, Mike Orlando e Jordan Cannata ainda não anunciaram se continuarão ou não com a banda após esses eventos.

22 de ago de 2017

Álbuns solo de Bruce Dickinson são relançados em vinil

terça-feira, agosto 22, 2017



Todos os seis discos solo de Bruce Dickinson estão sendo relançados em vinil pela BMG. As novas versões chegarão às lojas dia 27/10.

Esta será a primeira vez que Tyranny of Souls (2005) e The Chemical Wedding (1998) terão edições em LP. Os outros quatro trabalhos - Tattooed Millionaire (1990), Balls to Picasso (1994), Skunkworks (1996) e Accident of Birth (1997) - estavam fora de catálogo e retornam às lojas. Todos os títulos vem em edições com discos de 180 gramas.

Além disso, será disponibilizado também um box chamado Soloworks, reunindo todos os álbuns. Essa caixa vem ainda com um pôster exclusivo.


Box celebra o centenário de John Lee Hooker

terça-feira, agosto 22, 2017

Celebrando o centenário de John Lee Hooker (o músico comemoraria 100 anos em 31 de agosto de 2017), a Craft Recordings lançará dia 29/09 a caixa King of the Boogie. O box vem com cinco CDs com os maiores hits do bluesman, raridades e músicas ao vivo, totalizando 100 faixas.

A cereja do bolo são três músicas inéditas - “Unfriendly Woman”, “When I Lay My Burden Down” e “Meat Shakes on Her Bone”. Outro destaque é o disco cinco, dedicado exclusivamente às colaborações de Hooker com músicos como B.B. King, Eric Clapton, Canned Heat, Van Morrison, Joe Cocker, Santana, Warren Haynes e outros.

A caixa vem com um livreto de capa dura e 56 páginas com fotos e novos textos escritos pelo historiador de blues Jas Obrecht e pelo amigo e manager de Hooker, Mike Kappus.


Abaixo está o tracklist completo de King of the Boogie:

Disc 1
1. "Boogie Chillen'"
2. "Sally May"
3. "Hobo Blues"
4. "Crawlin' King Snake"
5. "Black Man Blues"
6. "Goin' Mad Blues"
7. "Who's Been Jivin' You"
8. "(Miss Sadie Mae) Curl My Baby's Hair"
9. "Hoogie Boogie"
10. "Burnin' Hell"
11. "Weeping Willow Boogie"
12. "Moaning Blues"
13. "Huckle Up Baby"
14. "Goin' On Highway #51
15. "John L's House Rent Boogie"
16. "I'm In The Mood"
17. "Two White Horses"
18. "33 Blues"
19. "Sugar Mama"
20. "Wobbling Baby"
21. "Stuttering Blues"
22. "I'm A Boogie Man"
23. "Down Child"
24. "Odds Against Me (Backbiters And Syndicaters)"
25. "Shake, Holler And Run"

Disc 2
1. "Unfriendly Woman [Aka Stop Now]"
2. "Mambo Chillun"
3. "Time Is Marching"
4. "Dimples"
5. "Little Wheel"
6." I Love You Honey"
7. "Drive Me Away"
8. "Maudie"
9. "When I Lay My Burden Down"
10. "Tupelo Blues"
11. "Good Mornin' Lil' School Girl"
12. "I Rolled And Turned And Cried The Whole Night Long"
13. "No More Doggin'"
14. "Dusty Road"
15. "No Shoes"
16. "My First Wife Left Me"
17. "Crazy About That Walk"
18. "Want Ad Blues"
19. "Will The Circle Be Unbroken"
20. "I'm Going Upstairs"
21. "I Lost My Job"
22. "Don't Turn Me From Your Door"
23. "Grinder Man"
24. "Meat Shakes On Her Bone"

Disc 3
1. "Boom Boom"
2. "Blues Before Sunrise"
3. "She's Mine"
4. "Frisco Blues"
5. "Good Rockin' Mama"
6. "I'm Leaving"
7. "Birmingham Blues"
8. "Don't Look Back"
9. "Big Legs, Tight Skirt"
10. "It Serves Me Right"
11. "Money"
12. "One Bourbon, One Scotch, One Beer"
13. "The Motor City Is Burning"
14. "Mean, Mean Woman"
15. "Doin' The Shout"
16. "Homework"
17. "Early One Morning"
18. "Rocking Chair"
19. "Hittin' The Bottle Again"
20. "Deep Blue Sea"
21. "Spellbound"

Disc 4 – Live
1. "Hobo Blues"
2. "Maudie"
3. "Shake It Baby"
4. "Boogie Chillun"
5. "Bottle Up And Go"
6. "Crawlin' King Snake"
7. "The Mighty Fire"
8. "You've Got To Walk Yourself"
9. "I'm Bad Like Jesse James"
10. "Boogie Everywhere I Go"
11. "She's Gone"
12. "It Serves Me Right To Suffer"
13. "Boom Boom"
14. "Hi-Heel Sneakers"
15. "One Bourbon, One Scotch, One Beer"

Disc 5 – Friends
1. "I Got Eyes For You" – With "Little" Eddie Kirkland
2. "Mai Lee" – With The Groundhogs
3. "Peavine" – With Canned Heat
4. "Never Get Out Of These Blues Alive" – With Van Morrison
5. "Five Long Years" – With Joe Cocker
6. "The Healer" – With Carlos Santana
7. "I'm In The Mood" – With Bonnie Raitt
8. "Sally Mae" – With George Thorogood
9. "Mr. Lucky" – With Robert Cray
10. "Up And Down" – With Warren Haynes
11. "Boom Boom" – With Jimmie Vaughan
12. "You Shook Me" – With B.B. King
13. "Don't Look Back" – With Van Morrison
14. "Dimples" – With Los Lobos
15. "Boogie Chillen'" – With Eric Clapton



Metallica anuncia novo álbum ao vivo

terça-feira, agosto 22, 2017

O Metallica anunciou o lançamento do ao vivo Live at House of Vans, registro do show de lançamento do disco Hardwired … To Self-Destruct realizado em novembro de 2016 am Londres, na Inglaterra. Na ocasião, a apresentação especial contou com apenas 850 fãs convidados.

O material já está em pré-venda e será lançado apenas em uma edição limitada em vinil triplo, com discos de 140 gramas. A produção é de Greg Fidelman e Chris Bellman.

Abaixo está o tracklist:

Disc One / Side A
1 Breadfan
2 The Four Horsemen
3 Battery

Disc One / Side B
1 Sad But True
2 Guitar Solo
3 Fade to Black

Disc Two / Side C
1 Atlas, Rise!
2 Harvester of Sorrow
3 Moth Into Flame
4 Bass Solo

Disc Two / Side D
1 One
2 Master of Puppets

Disc Three / Side E
1 For Whom The Bell Tolls
2 Enter Sandman
3 Whiskey In The Jar

Disc Three / Side F
1 Hardwired
2 Seek & Destroy

Billy Corgan anuncia novo disco solo e mostra música inédita

terça-feira, agosto 22, 2017

Parece que a reunião do Smashing Pumpkins deu uma esfriada, pois Billy Corgan acaba de anunciar o lançamento de um novo álbum solo.

O disco tem o título de Ogilala e chegará às lojas dia 13 de outubro. Esse será apenas o segundo trabalho solo de Corgan, sucedendo The Future Embrace (2005).

Divulgando o trabalho, Billy mostrou a bonita “Aeronaut”. Ouça abaixo:

Ouça a nova música de Walter Trout, com a participação de Joe Bonamassa

terça-feira, agosto 22, 2017

O veterano bluesman norte-americano Walter Trout lançará o seu novo disco dia 1 de setembro. Com o título de We’re All in This Together, o álbum traz a participação de ícones como John Mayall, Randy Bachman, Kenny Wayne Shepherd, Charlie Musselwhite, Warren Haynes e outros músicos acima de qualquer suspeita.

Um deles é Joe Bonamassa, que divide os vocais e os solos com Trout na música que dá nome ao disco.

Ouça abaixo a bela parceria da dupla:

FOLLOW @ INSTAGRAM

ONLINE

PAGEVIEWS

PESQUISE