30 de set de 2016

Debate Collectors Room: ainda vale a pena comprar discos?

sexta-feira, setembro 30, 2016

O Debate Collectors Room é um espaço para debatermos assuntos relevantes e interessantes para quem consome música. E uma das principais discussões entre nós que produzimos o site e você que está aí do outro lado, lendo o que escrevemos, é se com o crescimento cada vez maior dos serviços de streaming ainda continua valendo a pena comprar discos.

Vamos contextualizar as coisas. A assinatura do Spotify custa um pouco mais de R$ 20 por mês, dando acesso a um catálogo quase infinito de discos dos mais variados gêneros. Atualmente, um CD custa, no mínimo, R$ 30 nas lojas espalhadas pelo país. Blaskstar, o derradeiro e excelente álbum de David Bowie, está saindo por R$ 49,90 na Saraiva, por exemplo. Quando o assunto vai pro vinil, a disparidade é ainda maior. Com sorte, é possível encontrar os títulos lançados pela Polysom em LP por algo em torno de R$ 80. Um LP importado, no entanto, varia entre R$ 150 e R$ 200, e algumas vezes até mais do que isso.

Colocando na balança, é fácil concluir o porque de o Spotify e seus concorrentes terem apresentado índices de crescimento tão elevados nos últimos tempos. Isso que nem entramos na questão dos dispositivos móveis, já que com o Spotify é possível ouvir música em qualquer lugar através de um smartphone ou um tablet, tendo acesso ao seu acervo virtual quando quiser.

É claro que continua legal ter uma coleção de discos. Mas em um mercado e em uma realidade como a nossa, onde é preciso avaliar cada vez mais os custos diários e é possível ter acesso a serviços completos e com vasto catálogo por um valor muito menor do que o que encontramos na música em formato físico, a pergunta é relevante: ainda vale a pena comprar discos?

Coloque a sua opinião, o que você pensa sobre o tema e como você vê tudo isso nos comentários. Vamos discutir o assunto juntos, trocando ideias e argumentos. 

A semana: maconha combatendo o bullyng, quadrinhos sobre rock and roll e a reforma do ensino médio

Novas músicas: Alter Bridge e Phil Campbell and The Bastards Sons

sexta-feira, setembro 30, 2016

Pra aquecer a sexta, duas novidades rockeiras. A primeira é o single de estreia da nova banda de Phil Campbell, guitarrista do Motörhead. Phil montou uma banda com seus filhos, a batizou de The Bastards Sons e seguiu na mesma linha do que fazia ao lado de Lemmy.

O negócio é rock básico e cheio de energia, como fica claro no player abaixo. O EP auto-intitulado do grupo será lançado dia 18 de novembro pelo Motörhead Music.




A outra é o Alter Bridge, que produziu um lyric video para a música que dá título ao seu novo álbum, “The Other Side”. Riffs pesados, um clima meio soturno e os vocais excelentes de Myles Kennedy dão o tom de uma ótima canção.

Dê o play e bata cabeça:

Discos da semana: a volta do Green Day, a estreia do Giraffe Tongue Orchestra e o novo do Crobot

sexta-feira, setembro 30, 2016

Semana farta em lançamentos de peso. Temos o retorno do Green Day, a estreia do supergrupo Giraffe Tongue Orchestra, hard rock de alto quilate com Crobot e RavenEye, Suicidal Tendencies com Dave Lombardo e, lá no final, um jazz esperto pra descer a poeira.

Confira abaixo nossas dicas com o que de melhor está chegando às lojas esta semana, e também com alguns títulos que já estão disponíveis nos serviços de streaming e na rede.


Van der Graaf Generator - Do Not Disturb

Novo álbum de estúdio da lendária banda prog inglesa. Atualmente reduzido a um trio formado por Peter Hammill, Hugh Banton e Guy Evans, o grupo retomou as atividades em 2005 e vem lançando discos interessantes desde então.


Van Morrison - Keep Me Singing

Novo disco do veterano trovador irlandês. Os elogios são fartos para Keep Me Singing, tanto vindos da crítica quanto de quem já ouviu o trabalho.


Truckfighters - V

Quinto disco desta ótima banda sueca, que faz um stoner influenciado por nomes como Kyuss e Fu Manchu. Neste novo álbum, a presença de trechos atmosféricos e viajantes divide espaço com a sonoridade característica do trio.


Green Day - Revolution Radio

O aguardado retorno do Green Day após quatro anos sem material inédito. Revolution Radio foi produzido pela própria banda e traz doze novas faixas. Os primeiros singles divulgados apontam para um retorno às raízes, o que deve agradar os fãs.


Epica - The Holographic Principle


Sétimo álbum da banda holandesa, que tem como figura central a vocalista Simone Simons. Segundo a cantora, foram compostas 27 canções no último ano, sendo que 12 estão em The Holographic Principle, disco que é temático e explora a ideia de um universo habitado apenas por hologramas.


Suicidal Tendencies - World Gone Mad


O décimo-segundo disco do Suicidal Tendencies vem com uma atração bastante especial: Dave Lombardo, ex-baterista do Slayer. E isso se reflete no som, mais agressivo e com uma pegada matadora. Elogiado pela crítica, World Gone Mad ganhou 4 de 5 estrelas na avaliação da Metal Hammer.


Giraffe Tongue Orchestra - Broken Lines

Disco de estreia do projeto formado por Ben Weinman (The Dillinger Escape Plan), Brent Hinds (Mastodon) e Willian DuVall (Alice in Chains). Metal com pegada experimental e sem medo de inovar, mas que também sabe equilibrar uma pegada mais tradicional em certos momentos. Um som bastante acessível e que deve agradar uma boa parcela de ouvintes.


RavenEye - Nova

Trio inglês que vem recebendo muitos elogios em relação ao seu disco de estreia. A proposta é dar uma pegada atual e moderna ao blues rock e ao rock de garagem. O debut, um trabalho bastante consistente e agradável, mostra que a banda conseguiu.


Crobot - Welcome to Fat City

Terceiro disco desta excelente banda norte-americana de hard rock. O som é pesado e urgente, com ótimos riffs e refrãos certeiros. Um dos principais lançamentos de 2016 pra quem curte rock direto ao ponto.


John Scofield - Country For Old Men


Novo álbum do veterano guitarrista norte-americano. Jazz-rock e fusion em um disco muito bem acabado e com primoroso trabalho de composição.

Steel Panther anuncia novo álbum e mostra versão para clássico do Cheap Trick

sexta-feira, setembro 30, 2016

O divertido Steel Panther lançará dia 24 de fevereiro o seu quarto disco, Lower the Bar. A banda não deu maiores detalhes do trabalho - como produtor e coisas do tipo -, mas saciou a curiosidade dos fãs com uma canção inédita.

“She's Tight” é o primeiro single e tem a participação especial de Robin Zander, vocalista do Cheap Trick. Trata-se de uma releitura para a canção lançada pelo Cheap Trick em 1982, no álbum One on One.


O clipe traz a banda interagindo com Zander, Bobbie Brown (a loira eternizada no vídeo de “Cherry Pie”, do Warrant), Paris Michael Jackson (filha do Rei do Pop e fã confessa de glam metal) e Tony Palermo (baterista do Papa Roach).

Diversão garantida abaixo:

Metallica toca “Moth Into Flame” no Jimmy Fallon

sexta-feira, setembro 30, 2016

Hardwired … To Self-Destruct sai só dia 18 de novembro, mas o Metallica já está rodando o circuito de programas da TV norte-americana promovendo o seu novo disco.

Nesta quinta, 29/09 o quarteto foi no programa de Jimmy Fallon, subindo ao palco para tocar “Moth Into Flame”, segunda faixa divulgada do aguardado novo álbum.

Assista abaixo:

FOLLOW @ INSTAGRAM

ONLINE

PAGEVIEWS

PESQUISE