As Novas Caras do Metal – Parte 3: tanta banda legal por aí e você escutando as mesmas coisas de sempre?



Dando sequência à série de posts sobre novas bandas que andam fazendo um som legal e você não conhece, aumente o volume e acomode-se na cadeira. Essa edição traz nomes que vão do black metal ao hard rock, vindos dos mais diversos países e com qualidade de sobra para conquistar novos fãs.

Respire fundo e mergulhe em um mundo repleto de novos sons!

Rival Sons

Responsável por um dos melhores discos de 2011, este quarteto de Los Angeles é perfeito para os órfãos do Led Zeppelin. A influência da banda de Jimmy Page e Robert Plant é gigantesca, e faz de Pressure & Time, segundo disco dos caras, um álbum cativante não só para os fãs do Led, mas para quem curte o hard dos anos setenta. Com dois discos na bagagem e crescendo cada vez mais, o grupo é uma das maiores promessas para os próximos anos.


Uncle Acid & The Deadbeats

Mais uma ótima banda do selo Rise Above, de Lee Dorian (Cathedral), que lançou nomes como Ghost, Witchcraft e Firebird, o Uncle Acid & The Deadbeats vem de Cambridge, na Inglaterra, e é formado por Uncle Acid (vocal, guitarra e órgão), Kat (baixo) e Red (bateria). O som é um hard psicodélico, com o órgão dando um clima sessentista todo especial. A banda tem dois discos já lançados – Vol. 1 (2010) e Blood Lust (2011) -, e anda fazendo barulho no underground. O próximo Ghost? Não seria surpresa.


Taake

Toda a escuridão do clássico black metal norueguês sai das sombras no som do Taake. Na estrada desde 1995, a banda tem cinco discos na bagagem, sendo que o último, Noregs Vaapen (2011), atraiu considerável atenção da mídia especializada. A sonoridade é aquele black gélido, com riffs cíclicos de guitarra e repleto de blast beats, que honra a tradição da Noruega como o principal celeiro do gênero.



Laconist

Banda paulista de death metal formada em 2007. O grupo tem dois Eps na bagagem – Blessed in Chthonic Salvation (2008) e Adveniat Infernus (2009) – e acaba de lançar o seu primeiro álbum, o ótimo Aural Deathblow. Se você curte som extremo, provavelmente o Laconist será a sua nova banda favorita.


Unearthly

Uma das bandas mais tradicionais e talentosas do black metal brasileiro, os cariocas do Unearthly estão na estrada desde 1998 e já tem cinco álbuns e três Eps na carreira. O novo disco dos caras, Flagellum Dei, acaba de sair e é estupendo. Se você curte Behemoth, ouça e apaixone-se!


Vallenfyre

Esse quinteto inglês lançou o seu primeiro disco, A Fragile King, em 2011. A banda conta com Gregor Mackintosh, guitarrista do Paradise Lost, e Adrian Erlandsson (bateria, At the Gates, Cradle of Filth, The Haunted), e executa uma espécie de death doom metal. A experiência dos músicos envolvidos faz uma grande diferença, e o resultado é um dos grandes discos de 2011.


Pilgrim

O primeiro disco deste trio norte-americano sairá em 27 de janeiro de 2012 pela Metal Blade. O som é um metal pesado e arrastado, com grandes riffs e uma pegada meio doom. A banda lançou um EP esse ano com versões demos, o que gerou o interesse de diversos selos. Fiquem de olho, porque a estreia dos caras, batizada como Misery Wizard, promete.


Maligno

Quinteto mexicano formado em Monterrey em 2004. Com três discos no currículo – Maligno (2006), Universevil (2008) e The Funeral Domine (2011) -, o grupo faz um stoner primoroso. Abra o olho, porque a banda é excelente!


Egypt

Trio norte-americano natural da cidade de Fargo, o Egypt lançou apenas um disco – auto-intitulado, em 2005. O som é um stoner pesado e viajandão, que agradará em cheio os fãs do estilo. Se você é fã do gênero, ouça!


Three Seasons

Este trio sueco é a nova banda do vocalista e guitarrista Sartez Faraj, ex-Siena Root. A pegada é bem setentista, com reminiscências de gigantes como Mountain e Robin Trower. O primeiro disco dos caras, Life's Road, saiu esse ano, e merece uma audição atenciosa. 



Comentários

  1. Hey Cadão, pelo visto andas ouvindo muito Stoner, hein! :-)

    Pretendes incluir nas proximas listas o Three Seasons, do Sartez (Siena Root)? Por sinal, o Siena acabou de soltar um disco, mas ainda não ouvi - a prévia que tem no youtube promete: http://www.youtube.com/watch?v=AZ9PwwswTTc

    ResponderExcluir
  2. Taake é muito, muito foda! E acho que ele deveria ouvir um pouco menos de stoner. E que deveria colocar o Enforcer na parte 4. :P

    ResponderExcluir
  3. Sempre ótimas dicas, só conhecia duas dessas ai. O Rival Sons e Unearthly !!

    Tem também Voodoo Circle, powerwolf, Grand Magus, que valem uma audição !!

    ResponderExcluir
  4. Sugestões pra parte 4! Alcest (black metal/shoegaze), Wolves in the Throne Room (black metal), Leviathan (ambient/black metal), Secrets of the Moon (black metal), Agalloch (Atmospheric Folk/Dark Metal), Deathspell Omega (Black Metal/Avantgarde)

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. PQP!!! Fiquei muito feliz por ter incluído o Maligno no post!!!
    Conheci esta banda há 1 ano e tenho certeza que vão dar muito o que falar ainda! É um som bem trabalhado, com mudanças de ritmo, riffs inesperados e um vocalista muito versátil!! O último disco ("The Funeral Domine") traz o Alex Skolnick em uma das faixas (a belíssima "Solstice"). Sou um pouco suspeito pra falar... comecem ouvindo a faixa "Lies" e "Buried Alive" do primeiro disco e digam se não lembram do Sabbath dos anos 70... atualizado!
    Valeu Ricardo!!! (desculpe mas a opinião de fã nesse comentário foi maior!! hehe).
    Abraços e esperamos a parte com bandas brasileiras tbm!!!

    ResponderExcluir
  7. O Jaques, não sei se foi vc que recomendou o Enforcer no primeiro post... que banda legal cara!! NWOBHM não repetitivo em pleno 2011!!

    E viva o Metal...

    ResponderExcluir
  8. Baita post Ricardo. Valeu pra mim pelas 2 primeiras e as 2 últimas que são mais minha praia. Muito bacana a forma como tu viaja sem ranço em tão diferentes vertentes. Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Saulo, não fui eu, mas quem quer que tenha indicado, tem bom gosto. ahuauh

    Outra banda a considerar: White Wizzard. Não é tão genial quanto o Enforcer, mas eu acho muito boa também. :)

    http://www.youtube.com/watch?v=1QAR9rCFsZU

    ResponderExcluir
  10. Socram, eu coloquei o Three Seasons neste post, você não viu?

    E sim, ando ouvindo muito stoner, como deu para perceber (rs).

    ResponderExcluir
  11. Jacques, Saulo, eu, de vez em quando, também apareço por aqui pra defender os suecos do Enforcer, mas o Seelig ignora sem dó [kkk]. O dono deste blog anda numa fase muito Rise Above Rec. [rs] — Uncle Acid é muito, mas muito louco. Do Enforcer, tenho os dois CDs e é uma bateção de cabeça sem fim [rs]. Maligno muito bom também. Taake arregaça.

    ResponderExcluir
  12. Tô mesmo bem Rise Above, Castillo. Mas na próxima edição eu coloco o Enforcer, juro, antes que vocês saquem as suas espadas e venham correndo atrás de mim (rs).

    ResponderExcluir
  13. hahaieuehae, Castillo, esse último do Enforcer me fez bater cabeça tal qual o álbum branco do Diamond Head!! kkkk
    Vou ouvir mais o Uncle Acid, o Three Seasons já havia baixado, muito bom!!!
    Ainda não "aprendi" a ouvir o Black / Death Metal, mas parece que essas bandas brasileiras tão destruindo, não? É impressão minha, ou as nossas hoje são ou "power" ou "extremas" demais! Não sei de nenhuma banda brazuca no estilo stoner/doom, vcs conhecem alguma?

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  14. O Cavalar era uma boa banda brasileira de stoner. Os caras moravam em Londres, mas eram daqui. O primeiro disco, As a Metal of Fact (2006), é demais.

    ResponderExcluir
  15. Não está mais nela, Glauco? O que anda fazendo agora?

    ResponderExcluir
  16. Eu recomendaria para a próxima edição 2 bandas que não são tão novas, mas fazem parte de uma vertente praticamente ignorada no Brasil: Neurosis e Isis, que tocam Post-Metal.

    Ne Obliviscaris (prog/death) já chamou bastante atenção na demo e esse ano lançaram o primeiro disco, acho que é uma banda legal de se conhecer.

    Deathspell Omega que citaram lá em cima é excelente também.

    ResponderExcluir
  17. Não sou exatamente um fã de Stoner, mas esse Maligno é excepcional! não conhecia...pelo jeito esses posts irão ficar temáticos hein (se não ficar, fica aqui a dica...rs)

    ResponderExcluir
  18. Ricardo, obrigado pela dica, vou ouvir o Cavalar depois posto o que achei!!
    Leonardo, o Maligno pra mim também foi um achado cara... O último disco deles ("The Funeral Domine" - 2011) mostra uma evolução impressionante de técnica e produção, é mais Heavy Metal. Os dois primeiros eu ouví até rachar a cabeça...
    Esse espaço de bandas novas é muito importante, porque filtra bandas e impede de a gente deixar de ouvir coisas estupendas por aí...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  19. Que bom que vocês estão gostando destes posts, porque eu estou curtindo demais produzir eles. E, é claro, estou conhecendo um monte de novas bandas com a ajuda de todos, então continuam mandando dicas, sempre.

    Obrigado pelos comentários.

    ResponderExcluir
  20. Apesar dessas bandas serem ótimas está rolando um movimento fortíssimo de bandas Thrash Metal Old School maravilhoso para quem curti esse estilo. Angelus Apatrida, Bloodwritten, Cavalera Conspiracy, Contradiction, Dew-Scented, Fueled By Fire, Moby Dick e muitas outras. Essa é a grande magia do metal quando vc pensa que a parada tá enfraquecendo vem uma enchurrada de bandas de todos os estilos. Isso é realmente maravilhoso. Abraços a todos os adoradores desse estilo musical fantástico.

    ResponderExcluir
  21. Cadão, saí do Laconist em setembro - não conseguia mais seguir o nível técnico dos caras, aqui a tosqueira sempre imperou rs. Tô curtindo férias de banda, toco desde 1991, mas pretendo fazer algum barulho em 2012 - inicialmente nada muito profissional não, só um bom motivo pra beber cerveja com os amigos e fazer barulho. :)

    ResponderExcluir
  22. Ricardo, só agora que fui parar pra escutar algumas dessas bandas. Muita coisa boa! To ouvindo aqui tbém o disco novo de uma banda brasileira de metal..com letras em português. Madame Saatan, já ouviu falar? Me surpreendi positivamente! Abraço!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.