3 de dez de 2012

Top 2012 Collectors Room: os melhores do ano na opinião de Ricardo Seelig

2012 repetiu 2011 e foi um ano repleto de ótimos discos. Em todos os estilos, o que não faltaram foram ótimas opções para quem gosta de música. Basta tirar a bunda da cadeira e não esperar tudo de ouvido fechado, ir atrás e descobrir um mundo maravilhoso repleto de som. 

Segue abaixo a minha lista com os 10 melhores discos de 2012 e os meus preferidos nas demais categorias. Espero que vocês curtam, comentem e, principalmente, pesquisem e saiam em busca dos álbuns que estão citados e, por algum motivo, vocês ainda não tenham dado uma conferida. 

Baroness - Yellow & Green 

O terceiro álbum da banda norte-americana Baroness é uma obra prima. Heavy metal inteligente e inovador, que flerta de forma aberta e desinibida com gêneros como o prog e o rock alternativo. Clássico instantâneo! 

Jack White - Blunderbuss 

A estreia solo de Jack White é um disco de blues que bebe no passado para criar uma sonoridade atual. Com composições excelentes, White gravou um álbum incrível e que é o ápice de toda a sua trajetória, iniciada lá atrás no White Stripes. A escolha de colocar o piano como protagonista na maior parte das músicas, deixando a guitarra em segundo plano, se mostrou acertada e foi responsável por imprimir uma musicalidade viciante. Indicado para qualquer pessoa que gosta de música. 

Graveyard - Lights Out 

O terceiro álbum desta banda sueca conseguiu ser ainda melhor que o segundo trabalho dos caras, o já excelente Hisingen Blues, lançado em 2011. Mergulhando ainda mais na névoa setentista, o Graveyard colocou no mercado um disco sujo e chapadíssimo, que alterna hard rocks vigorosos com composições mais viajantes e que levam o ouvinte rumo ao cosmos infinito. 

Rival Sons - Head Down 

O Rival Sons já havia feito bonito com o seu disco anterior, Pressure and Time, de 2011. No entanto, a onipresente sombra do Led Zeppelin tornava a audição incômoda em alguns momentos. Os caras foram espertos e corrigiram essa falha em Head Down, e o resultado foi o encontro, finalmente, de uma identidade própria e fortíssima. Apostando no hard rock mas não apenas nele, o Rival Sons gravou um álbum belíssimo e que deixa claro que a banda é diferenciada e merece todas as atenções e elogios que vem recebendo. 

The Sword - Apocryphon 

Riffs escorrendo pelos sulcos em canções viciantes e repletas de peso, que apresentam uma amálgama entre Black Sabbath e Thin Lizzy. O quarto trabalho deste banda norte-americana é uma pedrada do início ao fim, daquelas que, ao aportar no toca-discos, só saem de lá depois de semanas. 

Blackberry Smoke - The Whippoorwill 

O melhor southern rock da atualidade é produzido por este grupo norte-americano. Rock banhado generosamente no country e no blues, que não apenas honra a tradição de lendas como o Lynyrd Skynyrd como coloca no bolso qualquer disco da banda do clã Van Zant lançado nos últimos trinta anos. Ouça e comprove! 

Torche - Harmonicraft 

Ainda pouco conhecido no Brasil, este quarteto natural dos Estados Unidos executa um violento e pesadíssimo sludge/stoner, com canções grudentas e com um inequívoco apelo pop. Audição interessantíssima e altamente cativante! 

Soulfly - Enslaved 

O melhor disco do Soulfly, com Max Cavalera retomando não somente o thrash metal de outrora, mas também trilhando os caminhos do death e até mesmo do black. É o veterano Max provando que ainda sabe fazer heavy metal da mais alta qualidade! 

Witchcraft - Legend 

Após cinco anos de silêncio o Witchcraft voltou como um quinteto e com mudanças na formação, alterações essas que fizeram muito bem para o grupo. Legend traz uma banda renovada, soltando a mão em composições inspiradas e com a sempre presente influência de Black Sabbath. 

ZZ Top - La Futura 

Depois de longos nove anos desde o seu trabalho anterior, Mescalero (2003), o trio mais barbudo do Texas retornou com um dos seus melhores trabalhos. Hard blues de alto quilate e com o melhor timbre de guitarra de 2012, cortesia do genial Billy Gibbons. 

  
Clipe do Ano 
Storm Corrosion - Drag Ropes 

Quase Ficou Entre os 10 
Bruce Springsteen - Wrecking Ball 

Melhor Estreia 
Alabama Shakes - Boys & Girls 

 Retorno do Ano 
Van Halen - A Different Kind of Truth 

Disco Decepção 
Lynyrd Skynyrd - Last of a Dyin’ Breed 

Melhor Álbum Ao Vivo 
Machine Head - Machine Fucking Head Live 

10 Melhores Músicas 
Graveyard - Goliath 
Jack White - Weep Themselves to Sleep 
Rival Sons - Keep On Swinging 
The Sword - Apocryphon 
Torche - In Pieces 
Baroness - Take My Bones Away 
Lamb of God - Ghost Walking 
Muse - Supremacy 
Testament - Native Blood 
Soulfly - Plata O Plomo 

 DVD do Ano 
Led Zeppelin - Celebration Day 

 Melhor Documentário 
Pink Floyd - The Story of Wish You Were Here 

Melhor Livro 
Luz e Sombra: Conversas com Jimmy Page

Melhor Capa 
Led Zeppelin - Celebration Day 

Mico do Ano 
Metal Open Air 

Filme do Ano 
Batman, O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Melhor Rádio / Web Radio 

5 melhores sites/blogs sobre música 
NME 

23 comentários:

T.A.N disse...

Não é muito fã de Rush né Seelig.

Fernando Bueno disse...

Cadão

Eu podia jurar que na sua lista iria ter o The Night Flight Orchestra...
Isso significa que vc errou....rs....

Boa lista. Não conheço esse Torche. Vou procurar...

Até mais

Ricardo Seelig disse...

Não sou fã do Rush porque não coloquei o Clockwork Angels aqui, é isso? E se na minha opinião estes discos são melhores que ele?

Leonardo disse...

que tal um post para os usuarios postarem seus tops? Seria bem legal!
Abraço a todos

Felipe de Paula disse...

Eu só mto fã de rush, mas acho q o Clockwork perde espaço pra tanta coisa espetacular que foi lançada esse ano. Meu preferido é disparadamente o do Graveyard. Um disco, no qual a maior crítica seria o tempo restrito, ou seria tão bom que parece curto, sei lá, maravilhoso álbum!

Yo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Colecionador disse...

Pelo menos acertei um dessa lista, no caso a decepção do ano com o Lynyrd Skynyrd, eu pessoalmente não achei o disco uma decepção ele até é bom, mas poderia não ter aquelas baladas e quando estou ouvindo esse disco passo elas nem ouço porque são muito bregas.

A minha lista desse ano é assim:

01. Testament – Dark Roots of Earth
02. Overkill – The Electric Age
03. Kreator – Phantom Antichrist
04. Chris Robinson and Brotherhood – Big Moon Ritual
05. Baroness – Yellow & Green
06. Neil Young & Crazy Horse – Psychedelic Pill
07. Bob Dylan – A Tempest
08. Rush – A Clockwork Angels
09. Graveyard – Lights Out
10. Rival Sons – Head Down


Bruno disse...

"Eu podia jurar que na sua lista iria ter o The Night Flight Orchestra..."

Cara, eu ia escrever exatamente isso! Haha :P

Enfim, ótima lista. Adoro esse blog :)

Stefano Manzano disse...

Aew Ricardo...pensei que o ótimo album que o Ari Borger lançou iria entrar na sua lista.Na resenha vc tinha dado 9,5 pro album,enquanto outros albuns que vc deu 9 entraram na lista.Ele acabou caindo no seu conceito após ouvir algumas vezes??

Ótima a sua lista de 2012.Acompanho seu blog faz um tempo e sempre me deparo com boas matérias.Grande abraço

Glauber disse...

Acho que pode ser considerado o melhor curta metragem. Pra mim, está além do vídeo clipe. Excelente produção!

Fábio RT disse...

Uma boa lista...mas me surpreendeu... acompanhei vários de seus reviews durante o ano e dava como quase certa a presença do Storm Corrosion, Neil Young Americana e Paradise Lost...se me lembro bem todos estes discos receberam entre 9 e 10 ... no entanto o nível é sempre alto pra quem pesquisa...fica dificil escolher entre tantos ótimos lançamentos ... vou ouvir esta de Southern que deixei passar e o ZZ Top que estou deixando pra depois....mas pelo jeito já deixei passar demais...todo mundo tá falando desse disco !!!

John Ramos disse...

Ricardo qual desses vc tem em vinil? The Swords e muito bom!!!

John Ramos disse...

Ricardo quais desses vc tem em vinil? The Sword e muito bom!!!

John Ramos disse...

Ricardo quais desses vc tem em vinil?

Ideologia Rock disse...

Acertei oito que estariam na sua lista hein Ricardo. To acompanhando o blog direitinho hein...

Abraço e obrigado pelas excelentes dicas de sempre!

Arthur Moreira disse...

Boa lista!
Apesar de não comentar muito, acompanho o blog já há algum tempo e tenho conhecido bastante coisa boa.
Jack White é quase unanimidade e eu também adorei o Blunderbuss e certamente, também estaria na minha lista.
E concordo quanto ao Rush. Apesar de adorar Rush e ter gostado do álbum, acho que ainda não chegaram no ponto que, particularmente gostaria, penso que o último álbum bom, de ponta á ponta, deles, foi o Counterparts.
É isso aí. Grande abraço!
Arthur Moreira

Hilton disse...

Gostei da lista! Realmente começo a concordar que o Jack White lançou um dos melhores álbuns do ano. Eu tinha comprado o álbum no iTunes e meio que deixei largado. Depois que todo mundo colocou nas listas eu ouvi de novo e tive que comprar o CD.

Aliás estou fazendo uma maratona de iTunes, Spotify e lojas pra acompanhar as listas.

Hopkins disse...

Achei fracos os últimos do The Sword e do Witchcraft. E porra, ninguém aí citou o último do Tame Impala?

Alysson disse...

Minha humilde lista...

Os 10 melhores discos de 2012

Rival Sons - Head Down
Blackberry Smoke - The Whippoorwill
Jack White - Blunderbuss
The Sword - Apocryphon
Graveyard - Lights Out
Walter Trout - Blues For The Modern Daze
Flying Colors - Flying Colors
Testament – Dark Roots of Earth
The Killers - Battle Born
White Skull - Under The Flag

Quase Ficou Entre os 10
Anathema - Weather Systems

Melhor Estreia
Kadavar - Kadavar

Retorno do Ano
Exumer - Fire & Damnation

Disco Decepção
Steve Harris - British Lion

DVDs do Ano
Led Zeppelin - Celebration Day
Dr Feelgood - All Through The City (with Wilko 1974-1977)
Gary Moore - Blues for Jimi
Steven Wilson - Get All You Deserve
The Raconteurs - Live at Montreux 2008

Gorila do Ano
Metal Open Air

Alysson disse...

Minha humilde lista...

Os 10 melhores discos de 2012

Rival Sons - Head Down
Blackberry Smoke - The Whippoorwill
Jack White - Blunderbuss
The Sword - Apocryphon
Graveyard - Lights Out
Walter Trout - Blues For The Modern Daze
Flying Colors - Flying Colors
Testament – Dark Roots of Earth
The Killers - Battle Born
White Skull - Under The Flag

Quase Ficou Entre os 10
Anathema - Weather Systems

Melhor Estreia
Kadavar - Kadavar

Retorno do Ano
Exumer - Fire & Damnation

Disco Decepção
Steve Harris - British Lion

DVDs do Ano
Led Zeppelin - Celebration Day
Dr Feelgood - All Through The City (with Wilko 1974-1977)
Gary Moore - Blues for Jimi
Steven Wilson - Get All You Deserve
The Raconteurs - Live at Montreux 2008

Gorila do Ano
Metal Open Air

Ricardo Seelig disse...

Esse White Skull é o que, Alysson?

Alysson disse...

Banda italiana de power metal, com vocal feminino, ótimas guitarras e que ainda mantém aquele resquício 80s em sua sonoridade, qualidades que agradam qualquer banger das antigas. Um dos discos que mais ouvi em 2012. Info http://www.metal-archives.com/bands/White_Skull/902

T.A.N disse...

Eu disse: "Não é muito fã de Rush, né, Seelig?", não falei que você não é fã, mas, na minha percepção, se fosse um grande fã de Rush haveria pelo menos a menção, pelo menos uma música entre as melhores, algo assim, por que o disco agradou bastante a maioria dos fãs.

Longe de ser uma crítica, sou leitor assíduo do site, só estou fazendo uma pergunta pessoal; acho que o Rush não deve constar entre tuas, sei lá, 10 bandas preferidas. Mas a tua opinião é tua opinião e a minha é a minha, claro que respeito.

ONLINE

PAGEVIEWS

PESQUISE