Review: Night – Raft of the World (2017)



As pequenas descobertas fazem a diferença no dia a dia. Surpresas que você não esperava, esbarrões surpreendentes, encontros inusitados. A banda sueca Night é um desses presentes do cotidiano. Lançada no Brasil pela Hellion Records, o grupo acaba de ter o seu terceiro disco disponibilizado em edição nacional – e até agora, o único trabalho dos caras a sair por aqui.

O Night foi formado em 2011 e possui três CDs no currículo – Night (2013), Soldiers of Time (2015) e Raft of the World (2017). Apesar de alguns reviews classificarem a banda como power metal e tentarem encaixar o grupo no mesmo balaio de nomes como Enforcer, há uma diferença bem grande. O Night está mais alinhado ao que os seus conterrâneos do Tribulation e até mesmo do Ghost (do início). O som não conta com os vocais guturais do primeiro e não é tão teatral como o do segundo, mas possui aquela ambientação característica do occult rock, devidamente costurada por doses generosas de melodia e feeling. Outro nome que me veio à mente ao colocar Raft of the World pra rolar foi o do também sueco Horisont, que turbina essa mistura com uma onipresente aura vintage vinda diretamente dos anos 1970.

Formado por Burning Fire (vocal e guitarra), Highway Filip (guitarra), Joseph Max (baixo) e Dennis Skoglund (bateria), o Night presenteia quem é fã de um metal com pegada dos anos 1980 com um dos discos mais legais dos últimos anos. O trabalho de composição é muito bem feito, com um encaixe de harmonias e trechos instrumentais bem desenvolvidos, tudo adornado por belas linhas vocais e refrãos competentes. O resultado é um álbum cujos 42 minutos e nove faixas voam, fazendo com que a audição seja extremamente prazerosa.

Entre as músicas, destaque para a abertura com “Fire Across the Sky”, a pegajosa “Surrender”, o derramamento explícito de melodia de “Time” e suas guitarras gêmeas, “Strike of Lightning” e o encerramento com “Where Silence Awaits”.

Ratificando o status de banda cult e um dos tesouros escondidos do metal atual, o Night é excelente em todos os sentidos e faz jus aos elogios que vem recebendo.

Se você é fã de metal clássico e adora a pegada da NWOBHM, ouça e compre já!


Comentários

  1. Ouvindo agorinha, álbum maravilhoso! Cadao tá na pegada monstra, só álbuns sensacionais!

    ResponderExcluir
  2. Ricardo, curti muito! Ótima dica, como sempre!
    O clima de algumas passagens também me lembrou Horisont!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.