Ranking de Discos: Deep Purple

Uma das bandas mais originais do rock pesado e alicerce fundamental do heavy metal, o Deep Purple foi formado em 1968 na cidade inglesa de Hertford. Ao lado do Black Sabbath e do Led Zeppelin, o quinteto faz parte da santíssima trindade do hard setentista, três bandas que moldaram de maneira profunda como a música pesada passaria a ser feita, cada uma delas com o seu estilo próprio. Em relação ao Deep Purple, isso se deu pela união do peso e selvageria da guitarra de Ritchie Blackmore e dos vocais de Ian Gillan com o refinamento e a amplitude musical do trio Jon Lord, Roger Glover e Ian Paice.

O Purple possui quatro fases distintas em sua carreira. A primeira, que compreende os três primeiros discos e traz o vocalista Rod Evans e o baixista Nick Simper ao lado de Blackmore, Lord e Paice, apresenta um som mais psicodélico e que flerta com o então nascente rock progressivo. A segunda, com a chegada de Gillan e Glover, transformou a banda em lenda através de discos como Machine Head (1972) e clássicos imortais como “Smoke on the Water”. David Coverdale e Glenn Hughes substituíram Gillan e Glover e o som ficou com mais balanço, mudança que levou à saída de Blackmore, substituído por Tommy Bolin. O quinteto encerrou as suas atividades em 1976 e retornou quase dez anos depois, em 1984, com o consagrado álbum Perfect Strangers (1984), que reuniu a formação clássica Gillan, Blackmore, Glover, Lord e Paice. Blackmore deixou a banda em 1993 e foi substituído por Steve Morse, enquanto Jon Lord saiu em 2002 e teve o seu posto assumido por Don Airey.

A discografia do Deep Purple é formada por 20 discos de estúdio (o novo álbum, Whoosh!, não entrou nessa conta e será lançado nesta sexta-feira, 7 de agosto), 35 álbuns ao vivo, 21 coletâneas, 45 singles e 15 VHS/DVD/Blu-ray. Foram mais de 1650 votos dos leitores da Collectors Room, que escolheram os seus discos favoritos do grupo.


O ranking de discos do Deep Purple ficou assim:

1 Machine Head (1972) – 21,5%
2 Burn (1974) – 18,4%
3 In Rock (1970) – 275 – 16,6%
4 Stormbringer (1974) – 9,5%
5 Fireball (1971) – 8,4%
6 Perfect Strangers (1984) – 8%
7 Come Taste the Band (1975) – 6,3%
8 Purpendicular (1996) – 3,7%
9 Who Do We Think We Are (1973) – 1,9%
10 Shades of Deep Purple (1968) – 1%
 11 Slaves and Masters (1990) – 0,7%
12 The Battle Rages On ... (1993) -0,7%
13 Infinite (2017) – 0,6%
14 Now What?! (2013) – 0,6%
15 The House of Blue Light (1987) – 0,5%
16 Bananas (2003) – 0,5%
17 The Book of Taliesyn (1968) – 0,4%
18 Deep Purple (1969) – 0,4%
19 Rapture of the Deep (2005) – 0,2%
20 Abandon (1998) – 0,1%

Gostei do resultado final, que apresentou uma variação saudável entre os álbuns com Ian Gillan nos vocais e os discos com a dupla David Coverdale e Glenn Hughes na voz. Ambas as fases são ótimas e essa qualidade foi reconhecida pelos fãs. Pessoalmente, colocaria Come Taste the Band e Purpendicular, dois discos injustiçados por uma parcela dos apreciadores do Purple, mais acima, assim como Perfect Strangers desceria alguns postos no meu ranking pessoal. Destaques também para Slaves and Masters, um disco com uma sonoridade bem diferente da convencional e com Joe Lynn Turner nos vocais, e para trabalhos mais recentes como Infinite, Now What?!, The Battle Rages On ... e The House of Blue Light, que são realmente bem legais.

Abaixo você tem uma playlist com duas músicas de cada disco do Deep Purple (com exceção de The Battle Rages On ..., Abandon e Bananas, que não estão disponíveis nos serviços de streaming) e aproveita para revisitar a discografia da banda ou para conhecer mais a fundo o universo sonoro de uma dos maiores nomes da história do rock.

Comentários

  1. Legal, gostei, bem equilibrado o resultado.

    ResponderExcluir
  2. Sou um daqueles que acha o In Rock o melhor disco deles!

    ResponderExcluir
  3. Fireball é o melhor . Mais ousado. In Rock mostrou que o Zeppelin fazia canção de ninar. Imagine o rock sem Whitesnake; Black C Communion, Rainbow; IGB; Gillan etc. É a melhor banda de todos os tempos. Sem discussão.

    ResponderExcluir
  4. Tenho enorme carinho por essa banda. Junto com Black Sabbath e Zeppelin formaram a base do meu gosto musical.
    Acho uma banda muito, mas muito acima da média em termo de talento...inclusive eles são vítimas disso...mesmo lançando sequencias de álbuns bons ou muito bons são frequentemente criticados por não atingirem o patamar dos clássicos ou gravar algo com sonoridade parecida (como se fosse fácil). O disco novo é bem bacana (pra variar).

    ResponderExcluir
  5. Gostei do resultado.
    Seis primeiras posições são de albuns onde brilha o talento do Ritchie Blackmore. Sem ele o Deep purple perde muito.

    ResponderExcluir
  6. Mesmo tendo Blackmore como um dos meus guitarristas preferidos, acho que "Come Taste the Band" ficou demais com o Bolin. Este disco está no meu top five.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.