Os Melhores Discos de Todos os Tempos: 1987


Após a predominância do thrash metal verificada no ano anterior, o universo do rock foi dominado por dois discos em 1987: Appetite for Destruction e The Joshua Tree. Álbuns que transformaram de maneira definitiva a carreira das bandas que os gravaram, colocando o Guns N’ Roses e o U2 definitivamente no seleto clube dos maiores nomes da história do rock and roll.

O ano teve também o retorno de gigantes consagrados do rock progressivo como Yes e Supertramp, voltas essas que foram colocadas em segundo plano com a disputa artística travada entre o Pink Floyd e Roger Waters. A Momentary Lapse of Reason e Radio K.A.O.S. deixaram claras as diferentes abordagens sonoras seguidas por Waters e pelo trio Gilmour, Wright e Mason. Além disso, após uma briga jurídica que se arrastou por alguns anos nos tribunais, o público, sedento pela banda, acolheu o Pink Floyd de braços abertos e transformou a turnê do grupo na mais lucrativa de 1987.

Deep Purple e Aerosmith, duas bandas que haviam retomado suas carreiras alguns anos antes, deram sequência a esse processo com discos inspirados, enquanto os guitarristas do mundo todo foram apresentados ao som alienígena de Joe Satriani.

Na cena glam metal tivemos a explosão comercial do Def Leppard com o multiplatinado Hysteria, a crescimento contínuo do Bon Jovi com Slippery When Wet (lançado no ano anterior) e a transformação sonora do Whitesnake, que largou as influências de soul e blues e os figurinos despojados e abraçou a estética e a sonoridade do hair metal.

No mundo pop, Whitney Houston provou ser uma força respeitável através das excelentes vendas de seu segundo disco, enquanto Michael Jackson retornou após o sucesso astronômico de Thriller com um disco de inegável qualidade, o também ótimo e igualmente recordista de vendas Bad.

Correndo por fora de todos esses personagens que protagonizaram o ano, algumas bandas lançaram em 1987 discos que são até hoje considerados como seus melhores trabalhos. O The Cult caprichou nos riffs e entregou o clássico instantâneo Electric. O Midnight Oil provou que a Austrália tinha mais frutos em seu quintal e veio carregado de singles com o ótimo Diesel and Dust. E o INXS gravou um dos melhores álbuns de pop rock da década, o praticamente perfeito Kick.



Os principais fatos do ano foram:

  • Aretha Franklyn tornou-se a primeira mulher a ser induzida no Rock and Roll Hall of Fame, em cerimônia realizada no dia 3 de janeiro
  • após meses enfrentando sérios problemas em sua voz, Elton John foi submetido a uma cirurgia no dia 5 de janeiro, na Austrália. A operação na garganta do artista inglês fez com que o registro vocal posterior à intervenção fizesse a voz de Elton soar mais grave do que antes
  • em 9 de março foi lançado The Joshua Tree, quinto álbum do U2 e responsável por transformar os irlandeses em super estrelas mundiais. O disco vendeu 14 milhões de cópias somente durante o ano, e até hoje é um dos álbuns mais conhecidos do quarteto
  • em 13 de março foi lançado o primeiro single no formato de fita-cassete. A escolhida foi “Heat of the Night”, canção de Bryan Adams presente no álbum Into the Fire. O formato passou a ser denominado pela indústria fonográfica através do termo “cassingle"
  • inspirados pela clássica apresentação realizada pelos Beatles no topo do edifício da Apple em 1969, o U2 gravou no dia 27/03 o clipe de “Where the Streets Have No Name” no topo de um prédio de Los Angeles
  • em 27 de junho Whitney Houston tornou-se a primeira mulher a ter um álbum estreando direto no primeiro lugar da Billboard. O título em questão foi o segundo disco da cantora, batizado apenas com o seu nome
  • em 4 de junho ocorreu em Moscou o primeiro concerto de rock realizado em conjunto pelos governos dos Estados Unidos e da então União Soviética, com o objetivo de promover a paz. Tocaram no evento The Doobie Brothers, James Taylor, Santana e Bonnie Raitt, além da banda russa Autograph
  • em 21 de julho chegou às lojas norte-americanas Appetite for Destruction, primeiro disco do Guns N’ Roses. Com uma performance inicial fraca em relação às vendas, em poucas semanas o LP começou a vender como água e se transformou no álbum de estreia com o maior número de cópias comercializadas na história, com mais de 18 milhões de discos vendidos somente nos Estados Unidos
  • no dia 3 de agosto o Def Leppard lançou o seu quarto disco, Hysteria. O título foi o mais longo álbum gravado nos formatos LP e K7, com mais de 62 minutos de duração
  • Bad, o aguardado sucessor de Thriller, chegou às lojas de todo o planeta em 31 de agosto. O disco colocou metade de suas faixas (cinco de dez) na primeira posição das paradas de singles dos Estados Unidos, feito jamais alcançado por qualquer outro artista até hoje (a saber: “I Just Can’t Stop Loving You”, “Bad”, “The Way You Make Me Feel”, “Man in the Mirror” e “Dirty Diana”)
  • após uma longa batalha judicial, no dia 7 de setembro foi lançado A Momentary Lapse of Reason, primeiro álbum do Pink Floyd sem Roger Waters. A turnê do disco foi um sucesso, arrecadando mais de 135 milhões de dólares em todo o mundo, valor só alcançado pela soma da quantia conseguida por Michael Jackson e U2 nas tours que realizaram durante o ano
  • “You're All I Need”, do Mötley Crüe, foi lançada como clipe em 19 de outubro. A MTV recusou-se a veicular o vídeo da faixa devido ao seu alto teor de violência
  • em um dos maiores negócios da história da indústria fonográfica, a CBS Records foi vendida para a Sony Corporation no dia 18 de novembro por um valor superior a 2 bilhões de dólares. A nova companhia foi rebatizada em 1991, passando a se chamar Sony Music Entertainment

Foram formadas em 1987 bandas como Alice in Chains, Babes in Toyland, Backyard Babies, Biohazard, Blues Traveler, Cynic, Deicide, Entombed, Fugazi, Gin Blossoms, Harem Scarem, Kingdom Come, Kyuss, Malevolent Creation, Meshuggah, Nirvana, Pink Cream 69, Porcupine Tree, Raimundos, The Roots, Rotting Christ, The Silencers, Therion, Tiamat, Ugly Kid Joe, Uncle Tupelo e Winger. Encerraram as atividades durante o ano nomes como Hüsker Dü, Possessed, Renaissance, The Smiths, Tygers of Pan Tang e Violent Femmes. Após períodos de inatividade, Lynyrd Skynyrd e The Doobie Brothers retomaram as suas carreiras em 1987.

Nasceram em 1987 Kesha (01/03), Joss Stone (11/04), Kendrick Lamar (17/06), Hilary Duff (28/09) e Frank Ocean (28/10). Faleceram durante o ano Buddy Rich (02/04), Carlton Barrett (07/04), Paul Butterfield (04/05), John Hammond (10/07), Peter Tosh (11/09) e Jaco Pastorius (21/09) 

Foram induzidos ao Rock and Roll Hall of Fame em 1987:

  • The Coasters
  • Eddie Cochran
  • Bo Diddley
  • Aretha Franklin
  • Marvin Gaye
  • Bill Haley
  • B.B. King
  • Clyde McPhatter
  • Ricky Nelson
  • Roy Orbison
  • Carl Perkins
  • Smokey Robinson
  • Big Joe Turner
  • Muddy Waters
  • Jackie Wilson

Os vencedores das principais edições da 29ª edição do Grammy foram:

  • Gravação do Ano: “Higher Love”, de Steve Winwood
  • Álbum do Ano: Graceland, de Paul Simon
  • Canção do Ano: “That's What Friends Are For”, de Dionne Warwick
  • Melhor Artista Novo: Bruce Hornsby & The Range

Nas listas de melhores do ano das principais revistas de música do período, os vencedores foram:

  • Kerrang!: Permanent Vacation, do Aerosmith
  • Melody Maker: The Young Gods, do The Young Gods
  • NME: Yo! Bum Rush the Show, do Public Enemy
  • Rolling Stone: Tunnel of Love, de Bruce Springsteen

Os cinco maiores hits de 1987 foram “La Bamba” dos Los Lobos, “Never Gonna Give You Up” de Rick Astley, “I Wanna Dance with Somebody Who Loves Me” de Whitney Houston, “It's a Sin” do Pet Shop Boys e “Who's That Girl” de Madonna.

Também fizeram bastante sucesso durante o ano as seguintes músicas:

  • “Alone” e “I Want You So Bad", do Heart
  • “Always on My Mind”, do Pet Shop Boys
  • “Animal”, ”Hysteria”, “Love Bites”, “Pour Some Sugar on Me” e "Rocket", do Def Leppard
  • “Angel”, “Dude (Looks Like a Lady)” e “Rag Doll", do Aerosmith
  • “Bad” e “I Just Can’t Stop Loving You", de Michael Jackson
  • “Barcelona”, colaboração entre Freddie Mercury e Montserrat Caballé
  • “Beds Are Burning”, do Midnight Oil
  • “Change of Heart” e “What's Going On", de Cyndi Lauper
  • “Cherry Bomb” e “Paper in Fire", de John Cougar Mellencamp
  • “Don't Dream It’s Over”, do Crowded House
  • “Faith” e “I Want Your Sex", de George Michael
  • “The Game”, “Lips Like Sugar” e “People Are Strange", do Echo & The Bunnymen
  • “Got My Mind Set On You”, de George Harrison
  • “Hazy Shade of Winter”, das The Bangles
  • “Heat of the Night”, de Bryan Adams
  • “Here I Go Again” e “Is This Love", do Whitesnake
  • “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”, “Where the Streets Have No Name” e “With or Without You”, do U2
  • “(I’ve Had) The Time of My Life”, de Bill Medley & Jennifer Warnes
  • “It's the End of the World as We Know It (And I Feel Fine)” e “The One I Love”, do R.E.M.
  • “Love Will Find a Way”, do Yes
  • “Luka”, de Suzanne Vega
  • “Mony Mony”, de Billy Idol
  • “Need You Tonight” e “New Sensation”, do INXS
  • “Never Let Me Down Again” e "Strangelove", do Depeche Mode
  • “One Heartbeat”, de Smokey Robinson
  • “Pump Up the Volume”, do MARRS
  • “Sweet Child O’ Mine” e “Welcome to the Jungle", do Guns N’ Roses
  • “War”, de Bruce Springsteen
  • “Why Can’t I Be You?”, do The Cure

Os singles com o maior número de semanas no número 1 da Billboard durante 1987 foram “Livin' on a Prayer”, do Bon Jovi, e “Faith”, de George Michael. Ambos permaneceram no topo das paradas por quatro semanas. Outros destaques foram “With or Without You” do U2, “Alone" do Heart” e “La Bamba” dos Los Lobos, com três semanas cada.

Em relação aos álbuns, seis títulos dominaram a paradas norte-americana. Slippery When Wet levou o Bon Jovi ao número 1 na segunda semana de janeiro, e a banda permaneceu no primeiro posto até o final de fevereiro. Março viu Licensed to Ill, estreia dos Beastie Boys, assumir a ponta até a segunda quinzena de abril. Então chegou The Joshua Tree e o U2 permaneceu na liderança por nove semanas, até o final de junho. A banda irlandesa só foi superada pelo fenômeno de vendas que foi Whitney, segundo álbum de Whitney Houston, que foi o disco com o maior número de semanas na primeira posição durante o ano: nada menos do que onze. Bad, de Michael Jackson, tomou conta das paradas entre o final de setembro e todo o mês de outubro, enquanto a trilha de Dirty Dancing foi o grande best seller do final do ano, assumindo a ponta na segunda quinzena de novembro e ficando por lá até o Natal.

Slippery When Wet foi o álbum mais vendido durante o ano no mercado norte-americano, enquanto “Walk Like an Egyptian”, das Bangles, foi o single com a maior quantidade de cópias comercializadas nos Estados Unidos em 1987.

No Reino Unido o single de maior sucesso foi “Never Gonna Give You Up”, de Rick Astley, enquanto o álbum mais vendido foi Bad, de Michael Jackson. 



Mantendo a mesma metodologia dos anos anteriores, realizamos uma pesquisa em levantamentos similares publicados nos mais diversos veículos com o objetivo de identificar os discos mais significativos do ano. Feito isso, submetemos cada um desses títulos às notas dadas a eles por revistas e sites especializados em música, lançamos em nossa planilha e chegamos ao resultado abaixo.

Com vocês, os melhores discos lançados em 1987 (apenas discos de estúdio, pois como é padrão neste tipo de listas, álbuns ao vivo e compilações não entram):

50 Marianne Faithfull - Strange Weather
49 Depeche Mode - Music for the Masses
48 Sting - … Nothing Like the Sun
47 Bathory - Under the Sign of the Black Mark
46 Suzanne Vega - Solitude Standing
45 The Smiths - Strangeways, Here We Come
44 Titãs - Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas
43 Engenheiros do Hawaii - A Revolta dos Dândis
42 Love and Rockets - Earth Sun Moon
41 Celtic Frost - Into the Pandemonium
40 Savatage - Hall of the Mountain King
39 Sinéad O’ Connor - The Lion and the Cobra
38 Boogie Down Productions - Criminal Minded
37 Eric B. & Rakim - Paid in Full
36 Public Enemy - Yo! Bum Rush the Show
35 George Michael - Faith
34 R.E.M. - Document
33 Kreator - Terrible Certainty
32 Terence Trent D’Arby - Introducting the Hardline According to Terence Trent D’Arby
31 Pet Shop Boys - Actually
30 The Jesus and Mary Chain - Darklands
29 Joe Satriani - Surfing with the Alien
28 The Cure - Kiss Me Kiss Me Kiss Me
27 Marillion - Clutching at Straws
26 Death - Scream Bloody Gore
25 Mötley Crüe - Girls Girls Girls
24 Testament - The Legacy
23 Anthrax - Among the Living
22 Red Hot Chili Peppers - The Uplift Mofo Party Plan
21 The Sisters of Mercy - Floodland
20 Def Leppard - Hysteria
19 Deep Purple - The House of Blue Light
18 Rush - Hold Your Fire
17 Pink Floyd - A Momentary Lapse of Reason
16 Aerosmith - Permanent Vacation
15 Sodom - Persecution Mania
14 Whitesnake - Whitesnake
13 Hüsker Dü - Warehouse: Songs and Stories
12 Midnight Oil - Diesel and Dust
11 Candlemass - Nightfall
10 Napalm Death - Scum
9 King Diamond - Abigail
8 The Replacements - Pleased to Meet Me
7 INXS - Kick
6 Michael Jackson - Bad
5 Helloween - Keeper of the Seven Keys Part I
4 Prince - Sing ‘O' the Times
3 The Cult - Electric
2 U2 - The Joshua Tree
1 Guns N’ Roses - Appetite for Destruction

Meu top 10 do ano é esse:

1 The Cult - Electric
2 U2 - The Joshua Tree
3 INXS - Kick
4 Midnight Oil - Diesel and Dust
5 Guns N’ Roses - Appetite for Destruction
6 The Replacements - Pleased to Meet Me
7 Whitesnake - Whitesnake
8 Red Hot Chili Peppers - The Uplift Mofo Party Plan
9 Joe Satriani - Surfing with the Alien
10 Engenheiros do Hawaii - A Revolta dos Dândis

Abaixo você tem uma playlist com os maiores hits e as músicas mais significativas do ano. E nos comentários queremos saber quais foram os melhores discos lançados em 1986 na sua opinião. Poste a sua lista!

Comentários