Os 50 melhores discos de 2013 segundo a Amazon

A Amazon também publicou a sua lista de melhores do ano. Há de tudo um pouco nas escolhas da gigante da internet, englobando vários estilos. Aos headbangers revoltados, vale o aviso, pela bilionésima vez: não trata-se de uma lista exclusiva de metal, ok?

Abaixo, os 50 melhores discos de 2013 segundo a Amazon:

1 Daft Punk - Random Access Memories
2 Vampire Weekend - Modern Vampires of the City
3 CHVRCHES - The Bones of What You Believe
4 Jason Isbell - Southeastern
5 Tegan and Sara - Heartthrob
6 Queens of the Stone Age - ... Like Clockwork
7 Lorde - Pure Heroine
8 Bastille - Bad Blood
9 The National - Trouble Will Find Me
10 Kacey Musgraves - Same Trailer Different Park
11 Drake - Nothing Was the Same
12 Arcade Fire - Reflektor
13 HAIM - Days Are Gone
14 The Civil Wars - The Civil Wars
15 Neko Case - The Worse Things Get ...
16 Deafheaven - Sunbather
17 Foals - Holy Fire
18 Miley Cyrus - Bangerz
19 Fitz & The Tantrums - More Than Just a Dream
20 Icona Pop - This is ... Icona Pop
21 Phoenix - Bankrupt!
22 Kanye West - Yeezus
23 Unknown Mortal Orchestra - II
24 Charli XCX - True Romance
25 Lucius - Wildewoman
26 Rhye - Woman
27 Franz Ferdinand - Right Thoughts, Right Words, Right Action
28 Jessie Dare - Devotion
29 Justin Timberlake - The 20/20 Experience
30 Disclosure - Settle
31 Atoms for Peace - AMOK
32 Royal Teeth - Glow
33 Cold War Kids - Dear Miss Lonely Hearts
34 The 1975 - The 1975
35 Tom Odell - Long Way Down
36 Portugal The Man - Evil Friends
37 BOY - Mutual Friends
38 Kurt Vile - Wakin on a Pretty Daze
39 Depeche Mode - Delta Machine
40 Local Natives - Hummingbird
41 Capital Cities - In a Tidal Wave of Mystery
42 Arctic Monkeys - AM
43 Volcano Choir - Repave
44 AlunaGeorge - Body Music
45 Russian Circles - Memorial
46 Hanni El Khatib - Head in the Dirt
47 Katy Perry - Prism
48 Pelican - Forever Becoming
49 Savages - Silence Yourself
50 Autre Ne Veut - Anxiety

Por Ricardo Seelig

Comentários

  1. "9 The National - Trouble Will Find Me"

    Estava achando que o meu disco favorito do ano não ia entrar no top 10 de nenhuma lista!

    Muito legal eles lembrarem do Deafheaven também.

    ResponderExcluir
  2. Haim novamente (ótimo). E agora com Phoenix e Franz Ferdinand, que não entraram na lista da Mojo. :)

    ResponderExcluir
  3. Sem querer criticar a diversidade da lista ou as posições dadas pros "eleitos", mas cadê o 13 do Black Sabbath nessa lista?!? Falha grave!

    ResponderExcluir
  4. Acho que vivo num outro mundo. Cadê David Bowie, Nick Cave, Black Sabbath? etc.

    ResponderExcluir
  5. Sem Bowie, Ghost, Alice In Chains, Sabbath e Strokes.

    Lista infeliz.

    ResponderExcluir
  6. Tem muita coisa errada nessa lista ai, cade o 13 do Black Sabbath, o Infestissumam do Ghost, o The Devil Put Dinosaurs Here do Alice in Chains, e o Next Day do David Bowie? Não vi ai

    ResponderExcluir
  7. Daft Punk merece? Sim, mas do dígito 20 pra lá.
    Yuppismo indie isso aí.

    Mas as primeiras listas devem ser enaltecidas, pois são corajosas. Tem galera que só deixa pra publicar lá no dia 31/12 ... depois de conferir o que todo mundo disse. Uma lista é algo autoral. Se concorda ou discorda. Mas é opinião e tem gente que MORRE de medo de dar opinião que cause rejeição. Então, fica o reconhecimento também: galera de peito aberto soltando lista em novembro ainda.

    ResponderExcluir
  8. Obviamente, discordo de muita coisa da lista, mas o mundo não gira em torno do rock meus caros. Parem de mimimi pq não colocaram determinadas bandas de rock.

    ResponderExcluir
  9. Concordo que o mundo não gira em torno do rock, mas bem que ele poderia girar menos em torno do mundo Indie. Não?

    Pelo menos 70% do conteúdo dessas listas (Amazon, Mojo, e provavelmente do que vier) é Indie Rock. Sério que 70% de relevante musicalmente do que é feito nos dias atuais é Indie Rock? Não creio.

    ResponderExcluir
  10. Não é o mais relevante, é claro. Mas é o que cai bem para um crítico "antenado" escolher. Essas listas, muitas vezes, refletem mais a imagem que a revista e o jornalista querem transmitir do que o seu próprio gosto.

    ResponderExcluir
  11. Exatamente Ricardo. Acho que vc foi na mosca. A ideia não é mostrar o que mais relevante aconteceu segundo a revista X ou o jornalista Y.. A ideia é se mostrar "antenado". Portanto não me vejo como público-alvo para essas listagens. Deixa pros hipsters rsrs

    Sendo assim nem me dou o trabalho de correr atrás do que não conheço (sempre, no mínimo, 90%). Prefiro garimpar as novidades em outros lugares que não as listas (os reviews da CR, p.ex.).

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro descobrir bandas, novas ou não, indies ou não. É legal revirar o meio Indie e encontrar preciosidades novas. Foi assim que eu encontrei The Amsterdams, que virou uma das minhas preferidas.

    ResponderExcluir
  13. Haim eu descobri aleatoriamente, dando chances a bandas que eu nem sabia que existem. Phoenix eu descobri porque um amigo metido a cult compartilhou. Isso é ótimo! E repito o que já disseram aí: deixem de mimimi. Vocês levam essas listas muito a sério.

    ResponderExcluir
  14. Mas eu tb gosto de descobrir bandas (principalmente a velharia underground do rock progressivo). Creio que não leu minha última sentença.

    Simplificando: eu não gosto de Sertanejo Universitário. De nenhum. Sendo assim, acho pouco produtivo ficar garimpando as novidades do estilo, em busca de uma possível que me agrade. Confere? Então, isso serve para o mundinho indie e suas listas "super antenadas e modernas".

    E por favor, parem com isso de "ficar de mimimi com as listas" ou "levam a sério de mais". Vamos aproveitar o assunto e discutir, ora bolas. Não é pra isso que isso aqui serve? Aqui não é o Whiplash.

    ResponderExcluir
  15. É correto discutir a lista. O problema é as pessoas fazerem tanto drama que parece que a lista é uma questão de vida ou morte.

    ResponderExcluir
  16. André, a lista é da Amazon, não nossa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.