Os discos mais vendidos no Brasil em todos os tempos


O Brasil é o décimo maior mercado musical do planeta segundo dados atualizados da IFPI, instituição que audita os números da indústria fonográfica em todo o mundo. 
O mercado fonográfico aqui no Brasil tem como uma de suas características principais o hábito de se saciar com a sua própria produção. Explicando melhor: os consumidores preferem os artistas nacionais do que os internacionais na hora de comprar discos - isso sempre foi um aspecto histórico do nosso mercado.

Outro ponto é que é bastante difícil encontrar dados confiáveis sobre quem mais vendeu álbuns no Brasil em todos os tempos, porque esses dados não são públicos como os da RIAA, instituição que monitora o mercado fonográfico nos Estados Unidos, por exemplo.

Portanto, os números abaixo são resultado de uma pesquisa realizada em diversos sites e foram o mais próximo que conseguimos chegar em relação ao objetivo desse post. Não há como afirmarmos com 100% de certeza a veracidade dessas vendas, mas, independente disso, são informações que trazem um retrato de quais foram os discos de maior sucesso na história do Brasil e mostram como o público brasileiro consome música.


Para começar, abaixo estão os vinte discos brasileiros mais vendidos de todos os tempos: 

1 Xuxa - Xou da Xuxa 3 (1988) – 3,7 milhões

2 Padre Marcelo Rossi - Músicas para Louvar o Senhor (1998) – 3,3 milhões

3 Leandro & Leonardo – Leandro & Leonardo (1990) – 3,2 mihões

4 RPM – Rádio Pirata Ao Vivo (1986) – 3,1 milhões

5 Sandy & Júnior – Quatro Estações: O Show (2000) – 3 milhões

6 Só Pra Contrariar – Só Pra Contrariar (1997) – 2,9 milhões

7 Xuxa – 4º Xou da Xuxa (1989) – 2,9 milhões

8 Sandy & Júnior – As Quatro Estações (1999) – 2,8 milhões

9 Xuxa – Xegundo Xou da Xuxa (1987) – 2,7 milhões

10 Leandro & Leonardo – Um Sonhador (1998) – 2,7 milhões

11 Xuxa – Xou da Xuxa (1986) – 2,7 milhões

12 Mamonas Assassinas – Mamonas Assassinas (1995) – 2,5 milhões

13 Terra Samba – Terra Samba ao Vivo e a Cores (1998) – 2,4 milhões

14 Roupa Nova – Roupa Nova (1985) – 2,2 milhões

15 Tribalistas – Tribalistas (2002) – 2,1 milhões

16 É O Tchan – É O Tchan (1997) – 2 milhões

17 Roberto Carlos – Esse Cara Sou Eu (2012) – 2 milhões

18 É O Tchan – Na Cabeça e Na Cintura (1996) – 2 milhões

19 O Rei do Gado Volume 1 (1996) – 2 milhões

20 Rouge – Rouge (2002) – 2 milhões


Agora vamos para os dez artistas brasileiros que mais venderam discos até hoje:

1 Roberto Carlos – 140 milhões

2 Nelson Gongalves – 75 milhões

3 Angela Maria – 60 milhões

4 Rita Lee – 55 milhões

5 Benito di Paula – 50 milhões

6 Tonico & Tinoco – 50 milhões

7 Xuxa – 50 milhões

8 Nelson Ned – 45 milhões

9 Raça Negra – 40 milhões

10 Chitãozinho & Xororó – 37 milhões


Se fizemos um recorte apenas focando no rock, estas são as cinco bandas brasileiras que mais venderam álbuns:

1 Legião Urbana – 25 milhões

2 Kid Abelha – 9 milhões

3 Lulu Santos – 8 milhões

4 Titãs – 6,3 milhões

5 Skank – 5,5 milhões

Sobre o top 5 acima, vale um comentário: estima-se que o Sepultura tenha alcançado a marca de 20 milhões de discos vendidos em todo o mundo, mas como a lista está focada em artistas que mais venderam álbuns somente no mercado nacional optamos por retirar a banda mineira e fazer essa observação.


Agora vamos para os artistas internacionais que mais venderam LPs, CDs e outros formatos em nosso país:

1 Julio Iglesias – 15 milhões

2 Michael Jackson – 10 milhões

3 Madonna – 4,2 milhões

4 RBD – 2,4 milhões

5 U2 – 2,1 milhões

6 Whitney Houston – 2 milhões

7 Enya – 1,8 milhões

8 Backstreet Boys – 1,5 milhões

9 Shakira – 1,5 milhões

10 Adele – 1,3 milhões


Focando no rock rock, abaixo estão as 15 bandas internacionais que mais venderam discos o Brasil:

1 U2 – 2,1 milhões

2 Phil Collins – 1,2 milhões

3 The Killers – 1,1 milhões

4 Queen – 1 milhão

5 Lenny Kravitz – 1 milhão

6 A-ha – 975 mil

7 Rod Stewart – 860 mil

8 Nirvana – 725 mil

9 Red Hot Chili Peppers – 720 mil

10 Elton John – 685 mil

11 Eric Clapton – 615 mil

12 Aerosmith – 550 mil

13 The Beatles – 550 mil

14 Linkin Park – 520 mil

15 Guns N’ Roses – 500 mil


E pra fechar, agora vamos aos cinco álbuns internacionais mais vendidos no Brasil em todos os tempos:

1 Michael Jackson – Thriller (1982) – 3,8 milhões

2 Julio Iglesias – Hey! (1980) – 2,2 milhões

3 Michael Jackson – Bad (1987) – 1,5 milhões

4 Whitney Houston - The Bodyguard (O Guarda-Costas) – 1,1 milhões

5 Madonna – The Immaculate Collection (1990) – 1 milhão

Como informamos, esses números são estimativas de venda e não são dados oficiais, pois não existe uma fonte confiável sobre isso aqui no Brasil. O levantamento mais aprofundado sobre o mercado brasileiro começou a ser feito apenas a partir de 1990, o que explica a ausência de nomes história como The Beatles, Elvis e Queen entre os mais vendidos, e que sempre foram muito populares entre os fãs brasileiros. Infelizmente não conseguimos acesso a esses dados de vendas, mas seguimos pesquisando para ver se encontramos algo e, quando isso ocorrer, publicaremos aqui para o site.


Comentários

  1. Eu acredito que esses números possuem erros, por exemplo só o terceiro álbum vinil do A-ha Stay on these roads em 1989 vendeu algo entorno de 675.000 cópias e os dois primeiros álbuns Hunting High And Low e Scoundrel Days 250.000 o que daria 1.175.000 discos fora os demais álbuns que claro tiveram vendas menos expressivas, mas somam ainda algo em torno de 500.000 todos juntos.
    Se alguém quiser dar uma checada seria bom para debatermos.
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, seria ótimo. Mas checar esses números, se são oficiais ou não, onde?

      Excluir
    2. Essa é a questão onde checar? Eu imaginei que as gravadoras e os órgãos ligados aos direitos autorais tivessem números precisos, mas pelo visto não.

      Excluir
    3. Essa é a questão! Onde checar esses números?
      Imaginei que as gravadoras e os órgãos ligados aos direitos autorais tivessem números precisos, mas pelo visto não possuem tais informações.
      Uma pena!

      Excluir
    4. Exatamente... O A-Ha vendeu muito mais discos no Brasil. Os três primeiros álbuns dominaram as paradas brasileiras. Tanto que aquele show no Maracanã,vem 1991 entrou para o Guiness como o maior público pagante em um show - quase 200 mil pessoas. Aqui foi o reduto da banda, fora o país de origem, a Noruega, que tem uma população bem menor que a do Brasil.

      Excluir
  2. Eu acredito que esses números possuem erros, por exemplo só o terceiro álbum vinil do A-ha Stay on these roads em 1989 vendeu algo entorno de 675.000 cópias e os dois primeiros álbuns Hunting High And Low e Scoundrel Days 250.000 o que daria 1.175.000 discos fora os demais álbuns que claro tiveram vendas menos expressivas, mas somam ainda algo em torno de 500.000 todos juntos.
    Se alguém quiser dar uma checada seria bom para debatermos.
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  3. Indubitavelmente entre os top de vendas tem que estar o cd de Natal da cantora Simone. A primeira e única Cigarra Simone Bittencourt de Oliveira. Avalanche de vendas na década de 90 quando lançado e depois sucessivamente por anos a fio sendo comprado nos finais de ano sevuintes e muitíssimo executado

    ResponderExcluir
  4. Amigos, aqui está o site da instituição que certifica a venda de discos no Brasil, bem como a tabela com o número necessário para ganhar ouro, platina ou diamante em cada formato. Nesse mesmo site é possível pesquisar por artista e encontrar as certificações recebidas por cada um, mas já vi que parece estar desatualizado pois quando você pesquisa Metallica ele não aponta o Black Album como certificado no Brasil, o que é no mínimo estranho.

    Divirtam-se: https://pro-musicabr.org.br/home/certificados/tabela-de-niveis-de-certificacao-pro-musica/

    ResponderExcluir
  5. 500 mil cópias do G&R? Passou de 1 milhão fácil!

    ResponderExcluir
  6. Willian diz = Boa Tarde, parabéns pelo Site. E está faltando outros grandes nomes. No Mercado de Heavy Metal, por exemplo, o IRON MAIDEN, OZZY OSBOURNE / BLACK SABBATH, DEEP PURPLE, são extremamente cultuados no pais! Devem ter vendido milhares e milhares de Discos e CDs entre Molecadas e adultos roqueiros, ao longo de décadas!

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, sem dúvidas Roberto Carlos é o maior vendedor de discos do Brasil.
    Quanto aos seus discos individuais vários deles ultrapassaram a marca de 2 milhões e continuam vendendo, pena que essas listas dos álbuns mais vendidos não sejam atualizadas...

    ResponderExcluir
  8. Acredito que no Brasil artistas como Ângela Maria,Nelson Ned, Benito de Paula e Rita Lee venderam bem sim ,mas não nessa quantidade, acho impossível. Já o Roberto Carlos vendeu sim 140 milhões, mas esse número é a nível mundial e não somente no Brasil.
    Nelson Gonçalves realmente fica em segundo lugar, mas 75 milhões ele nunca vendeu,acredito que no máximo uns 30 milhões e olhe lá, outros artistas ficam abaixo desse número,sei que essas vendas são mencionados em outras listas, mas é exagero, não tem como esses artistas terem vendido essa quantidade, principalmente no Brasil que no auge da maioria desses nomes não se vendia mais de 1 milhão de cópias por lançamento.
    Até por volta de 1976 só quem vendia mais de 1 milhão de cópias comprovadas era Roberto Carlos que teve vários álbuns que ultrapassaram a marca de 2,5 milhões de cópias e que não foi mencionado nessa lista, muito embora oficialmente jamais chegou,pelo menos na época, a 3 milhões de unidades vendidas de um único álbum.
    Depois do primeiro milhão do RC vários artistas conseguiram vender até mais que isso, inclusive chegar a 3 milhões de cópias como é o caso da Xuxa e Leandro e Leonardo, mas com o tempo as vendas caíram e a própria Xuxa vendeu 150 mil discos de alguns álbuns e Leandro e Leonardo 300 mil cópias de alguns dos seus, já o Roberto Carlos segurou as vendas de no mínimo 1 a 2 milhões de discos por lançamento.
    Talvez o Luiz Gonzaga (que nem está nessa lista) tenha vendido muito no final da década de 40 e começo da década de 50, pois é fato que nessa época todas as prensas de vinil trabalhavam para gravadora RCA para atender a demanda dos compactos do Gonzagão, mas chegar a vender 1 milhão de unidades por lançamento acredito que nunca vendeu.
    Anos depois já na década de 80 Luiz Gonzaga chegou a ganhar vários discos de ouro e platina por vendas de 250 a 300 mil unidades por lançamentos.
    Dos artistas internacionais acredito que Júlio Iglesias é um dos que mais vendeu no Brasil.
    Elvis Presley vendeu muito no Brasil mas aconteceu com ele nos final dos anos 50 e começo dos anos 60 o mesmo que aconteceu com Luiz Gonzaga(eram da mesma gravadora) e suas vendas não foram anotadas por aqui como deveriam,até mesmo na década de 70 seus discos tiveram as vendas não documentadas, mesmo assim é fato que ele é o maior vendedor de discos a nível mundial com mais de 1,5 bilhão de unidades.
    Beatles vendeu muito no Brasil com números de 800 milhões de cópias no mundo inteiro e acredito que também não foi bem documentado por aqui, todo jovem dos anos 60 tinha discos dos Beatles.
    Já Michael Jackson embora tenha vendido bem,principalmente com o álbum Triller,os números mencionados são exagerados.

    ResponderExcluir
  9. Em 1991 o Fantastico passou o clip Early Morning do A-ha, antes de exibir o clip disseram que o album East of the Sun, West of the Moon havia vendido, mais de 450 mil copia só no Brasil..na epoca.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.