Review: Iron Spell – Live Magic After Midnight (2021)


A proposta do Iron Spell já aparece estampada na capa do EP Live Magic After Midnight: uma garota em seu quarto ouvindo som, com o álbum Animalize do Kiss nas mãos e cercada de pôsteres e discos de bandas como Iron Maiden, Judas Priest, Accept e Riot. O quinteto chileno vai na linha da New Wave of Traditional Heavy Metal e tem orgulho de sua escolha.

Na estrada desde meados dos anos 2010, o Iron Spell lançou o seu álbum de estreia, Electric Conjuring, em 2016, e tem sua discografia completada pelo EP Heavy Metal Witchcraft (2013) e por Live Magic After Midnight, lançado no Brasil pela Hellion Records. Aliás, vale mencionar que a edição brasileira foi a primeira no mundo a disponibilizar o EP em CD, já que o título só havia sido lançado em fita-cassete pelo grupo. Além disso, o capricho da Hellion merece menção, com um belo slipcase, dois pôsteres incluídos e encarte de 12 páginas com as letras.

O tracklist é composto de apenas seis faixas. “Nightmare” e “Exciter” abrem os trabalhos com aquele metal tipicamente oitentista, e são boas composições. Porém, os destaques estão nas versões para “I´ve Had Enough (Into the Fire)”, do Kiss (melhor música do EP e que está em Animalize, fazendo o link com a capa do disquinho) e “Fight for Rock”, do Warlock. Fechando o play temos as versões ao vivo de “Torches in the Woods” e “The Witch”, ambas presentes em Electric Conjuring.

Live Magic After Midnight é uma excelente indicação pra quem curte metal tradicional e adora a sonoridade dos anos 1980. Se essa é a sua praia, compre sem medo.


Comentários

  1. Vou destacar também a banda Saxon, que na minha opinião e de muitos foi um conjunto injustiçado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.