Review: Rainbow – Live in Munich 1977 (2021, reedição)


O Rainbow foi uma das melhores e mais influentes bandas da história do rock e metal, principalmente na encarnação que trazia Ronnie James Dio no vocal. A banda pós-Deep Purple do guitarrista Ritchie Blackmore marcou época ao unir elementos de música clássica ao rock pesado como ninguém havia feito antes, além de ter sido pioneira em estilos como o power metal.

Live in Munich 1977 foi lançado originalmente em 2006 e traz o show realizado pelo quinteto formado por Dio, Blackmore, pelo tecladista Dave Stone, pelo baixista Bob Daisley e pelo baterista Cozy Powell no dia 20 de outubro daquele ano na cidade alemã, durante a turnê de promoção do primeiro registro ao vivo do grupo, o antológico On Stage (1977). A apresentação foi gravada e transmitida pelo programa Rockpalast e disponibilizada em CD duplo e DVD pela primeira vez em 2006, inclusive no Brasil, onde ambos os formatos foram lançados naquele ano pela ST2 Records. Pois bem: quinze anos depois, a Shinigami Records trouxe de volta Live in Munich 1977 para as lojas em uma nova edição digipack. Dupla e com as mesmas faixas, a nova versão é idêntica, com a mesma ordem das músicas, e difere apenas no encarte e na embalagem – a da ST2 saiu em acrílico.

O fato é que o Rainbow nessa época era uma avalanche ao vivo. Intenso e pesado, o grupo liderado por Blackmore tinha um Dio sedento em provar ao mundo o seu imenso talento, além de uma locomotiva nas baquetas chamada Cozy Powell. O tracklist traz oito faixas mais a introdução com o clássico trecho de “Over the Rainbow”, e foca nas canções dos dois primeiros álbuns da banda, o excelente Ritchie Blackmore´s Rainbow (1975) e o fenomenal Rising (1976). A performance é irretocável, e em certos aspectos até mesmo superior em comparação a On Stage. Como ponto negativo, apenas o descontrole de Blackmore – ou liberdade intensa, chame como quiser – em estender a duração das canções além do limite, algo normal na década de 1970 mas que hoje soa bastante datado. Isso se verifica principalmente em “Catch the Rainbow”, “Man on the Silver Mountain” e “Still I’m Sad”, e também na duração total do segundo CD, que conta com apenas três faixas e uma hora de música.

No outro lado da moeda, os vocais de Dio são irretocáveis, com direito a uma versão ótima para “Mistreated”, do Deep Purple, enquanto Blackmore explora o lado erudito de sua musicalidade na linda “Sixteenth Century Greensleeves”.

Um excelente disco que retorna em uma linda versão, e que, apesar de soar datado em alguns momentos pelos motivos citados, permanece como um dos documentos mais impressionantes de como uma das melhores formações da história do hard rock era em cima de um palco.


Comentários

  1. Boa tarde. Vocês sabem quando vai estar disponível e qual será o preço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa. Já está disponível na loja da própria Shinigami Records: https://www.lojashinigamirecords.com.br/p-9478946-Rainbow---Live-in-Munich-1977-[CD-DUPLO-DIGIPACK]

      Excluir
  2. Pôrra, tenho que comprar esse cd !

    ResponderExcluir
  3. Já comprei o meu aqui na Locomotiva Discos hehehe....discaço !!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você pode, e deve, manifestar a sua opinião nos comentários. O debate com os leitores, a troca de ideias entre quem escreve e lê, é que torna o nosso trabalho gratificante e recompensador. Porém, assim como respeitamos opiniões diferentes, é vital que você respeite os pensamentos diferentes dos seus.