20 de abr de 2015

Rádio Mas Que Nada

segunda-feira, abril 20, 2015
Sempre quis ter um programa de rádio. Apresentar, tocar, falar. Compartilhar o amor sempre crescente que sinto pela música. O prazer que se renova a cada dia como ouvinte.

Já fiz das minhas. Um amigo tinha um programa em uma rádio nos tempos da adolescência, e frequentemente a programação ficava por minha conta. Por uns tempos, supri essa necessidade com um podcast semanal, que acabou chegando ao fim por incapacidade técnica e de tempo.

Tudo isso pra dizer que a coisa está mais viva do que nunca. Ainda que não do jeito que você imagina. O Spotify, serviço de streaming de música, é uma maravilha. Mudou o meu modo de consumir música. Não lembro a última vez que coloquei um CD pra tocar, e nem quando o toca-discos lá de casa deu o seu último giro. E, apesar disso, vivo um dos momentos em que mais tenho escutado música. O dia todo. Todo dia.

No iPhone, o Spotify me acompanha em qualquer lugar, com o fone de ouvido sempre esquentando as orelhas. Em casa, o iPad tem o seu bluetooth sincronizado com o som, e pronto: o mundo se abre.

Gosto de utilizar esses serviços de streaming fazendo playlists, criando seleções musicais sobre estilos e épocas. Criei uma chamada Mas Que Nada, e lá fui jogando músicas que gosto, que fizeram história, que estou conhecendo, que estou pesquisando. Sou um nerd musical, em alguns momentos beirando a fixação doentia. Tal qual ir de página em página no livro 1001 Discos para Ouvir Antes de Morrer, ver que álbum está ali, ir no Spotify e ouvir faixa por faixa, inserindo as que gosto na playlist do MQN. Fiz a mesma coisa com o meu perfil no RYM

E assim a coisa foi, e continua indo. Até o momento já são quase 3.200 faixas, totalizando aproximadamente 225 horas de música. O que dá mais de 10 diastocando direto, sem repetir nenhuma faixa. 

Tem rock, uns jazz-funk, bastante blues, pop, funk, soul. Coisa boa, que eu gosto, e que não assusta ninguém. 

Onde a rádio entra nisso tudo? Assim, ó: todo dia, acesso essa playlist, coloco no modo aleatório e ela me faz companhia o dia todo. Não sei o que irá tocar, o que virá a seguir. É sempre bom, sempre surpreendente. Recomendo a experiência: aproveite o player abaixo, coloque no random e dê play.

E assim a vida segue, com muita música, em todo lugar e cada vez mais.

ONLINE

PAGEVIEWS

PESQUISE